sexta-feira, 11 de outubro de 2019

“Festival Culturas e Sabores” ocorre em São Bernardo do Campo neste fim de semana

Redação 

O Parque Salvador Arena (Av. Caminho do Mar, 2.980), em São Bernardo do Campo, sedia a 2ª edição do “Festival Culturas e Sabores”, neste fim de semana (12 e 13), das 10h às 20h.  A programação gratuita, promovida pela Secretaria de Cultura e Juventude, contará com feira de empreendedorismo, música, teatro, dança e atividades infantis.

O cantor Marcelo Jeneci é uma das atrações do festival. Ele se apresenta neste domingo (13), às 18h | Foto: reprodução
O secretário de Cultura e Juventude, Adalberto Guazzelli, afirma que este evento forma e fomenta ações que auxiliam no aprimoramento profissional dos empreendedores. "Realizamos encontros com os empreendedores indicando necessidades para o aprimoramento de suas atividades e possibilitando troca de experiências entre eles. Abrimos espaços para que atuem em suas atividades. Além disso, fazemos girar a economia, possibilitando uma nova forma de gerar renda numa época de crise”, destaca.

Além disso, o chefe da pasta acrescenta que o festival permite também o fomento dos artistas locais, e oferece uma oportunidade para a população usufruir de um espaço de convivência com arte e cultura.

Na ocasião, estarão 40 empreendedores de diversos segmentos do ABC. Com uma culinária diversificada, será possível apreciar desde massas, comidas nordestinas a veganas. Haverá ainda tendas de produção artesanal como roupas, turbantes, velas aromatizadas, artesanato em crochê, entre outras.

O evento contará com apresentações diversas para todos os gostos. Destaque para a Banda Zampo, no sábado, às 17h20, com repertório de música latina, e do cantor Marcelo Jeneci, ícone da nova MPB, encerrando as atrações no domingo, às 18h.

A Feira de Adoção de Animais, com a Protetoras Independentes Esperança Animal, marcará também presença no evento. Confira abaixo a programação completa:

Programação sábado (12)
Apresentações artísticas:
10h - Teatro de Bonecos da GCM;
10h30 - Cia Artclass;
11h - Banda da GCM;
12h - Taikô Infantil Mizuho;
14h - Marcelo Balvian - MPB;
15h20 - Don Ernesto - MPB;
16h20 - Myriam Lopez - MPB;
17h20 - Zampo - Música Latina.

Espaço Criança:
12h - Cia Teatral Ensebados;
14h - Teatro de Bonecos da GCM.

Programação domingo (13)
Apresentações artísticas:
10h - Oficina Cultural de Tarantela;
11h - Oficina Cultural de Dança de Salão - Flashback;
11h30 - Taikô - Mizuho;
12h - Alunos do CLM;
14h20 - AST Escola de Música;
15h20 - Leo Oliveira - Folk | Rock;
16h20 - Douglas DaKombi - Blues | Folk;
18h - Marcelo Jeneci - MPB.

Espaço Criança:
10h - Oficina de Brinquedos
14h - Flash Mob - Coral Infantil;
15h30 - Abracadabra - Espetáculo Dandara.

Espaço Criança – 10h às 17h
- Brinquedos
- Espalhando a Leitura;
- Encontro das Slimers com o youtuber Antoni Caldas.

Feira de Adoção
10h às 17h - Protetoras Independentes | Esperança Animal

TV Cultura faz parceria com TV Brics de Moscou

Redação

O presidente da TV Cultura, José Roberto Maluf, assinou acordo de parceria entre a emissora brasileira e a TV Brics, de Moscou, nesta semana. Além do executivo, estiveram presentes no encontro realizado na TV Cultura, na última segunda-feira (7/10), Yuri Lezgintsev, cônsul-geral da Rússia em São Paulo, e Pavel Grass, representante da TV Brics.

Os responsáveis reafirmaram que farão troca de conteúdo entre as duas emissoras | Foto: divulgação  

Os participantes reafirmaram o compromisso de troca de conteúdos entre os dois países. “A TV Cultura está calcada em três pilares: educação, informação e cultura. E buscamos com esse acordo apresentar o Brasil na Rússia e vice-versa, através do intercâmbio de materiais entre as duas emissoras”, afirmou Maluf.

A maneira como a criança fala pode indicar problemas auditivos

Redação

A aquisição da linguagem é um dos marcos de desenvolvimento mais significativos na infância. E, por trás dela, podem estar pistas sobre outro importante sentido da criança: a audição, segundo a fonoaudióloga do Hospital CEMA, Virgínia Brohem.

"Quando a perda (auditiva) é moderada, a criança pode apresentar atrasos na aquisição da linguagem, trocando fonemas por dificuldades em perceber as diferenças – como faca/vaca”, explica a fonoaudióloga Virgínia Brohem | Foto: Freepik

Por exemplo, uma criança que apresenta sinais de distração frequentes, sempre buscando olhar no rosto do interlocutor, pedindo para repetir o que foi dito, pode ter uma perda auditiva leve.

"Quando a perda é moderada, a criança pode apresentar atrasos na aquisição da linguagem, trocando fonemas por dificuldades em perceber as diferenças – como faca/vaca -, além de usar bastante as pistas visuais. Em perdas auditivas severas, a criança faz leitura labial, apresenta distorções de fala, pois tem dificuldades em perceber a intensidade e entonação vocal, tanto dela própria quanto do interlocutor, e pode ainda utilizar sinais para se comunicar", detalha a fonoaudióloga.

Atualmente, existe um importante aliado na detecção de perda auditiva na infância: o teste da orelhinha. Ele é feito ainda na maternidade, de forma rápida e indolor, e visa identificar se as células ciliadas da cóclea (órgão responsável pela audição) estão funcionando. Caso ocorra alteração no resultado, o teste é refeito após um mês. Se o novo teste continuar alterado, novos exames serão realizados para diagnosticar a perda auditiva.

"A importância de fazer esses testes precocemente é justamente poder proporcionar para o bebê com problema auditivo a estimulação mais próxima do normal, através do aparelho de amplificação sonora, ou mesmo o implante coclear, dependendo do caso. No bebê, meses podem fazer toda a diferença", diz a especialista.

Porém, se o teste da orelhinha não detectar alteração alguma, é essencial prestar atenção na fala. "Se a criança tem dois anos e não fala nada, é interessante avaliar sua audição. Problemas de orelha média, como otites de repetição, podem causar perda auditiva temporária, e a intervenção de um otorrinolaringologista se faz necessária, pois essa perda, mesmo que provisória, interfere negativamente no desenvolvimento da linguagem da criança", explica Virgínia.

Embora o desenvolvimento infantil seja único, os pais devem ficar atentos e estimular a linguagem, falando corretamente, e provocando na criança a vontade de falar. Caso percebam sinais de problemas auditivos, é essencial procurar um especialista para que ele faça um correto diagnóstico e indique o tratamento adequado.

Anvisa estuda se ondansetrona é prejudicial às grávidas

Redação com ABr

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) emitiu um aviso para que os médicos tenham cautela ao prescrever ondansetrona às mulheres no primeiro trimestre de gravidez. A agência investiga se o medicamento causa malformação do bebê.

Segundo a Anvisa, o mecanismo pelo qual a ondansetrona pode interferir na gravidez é desconhecido. Estudos estão sendo realizados  | Foto: Freepik

O alerta da Anvisa cita um estudo que comparou 88.467 mulheres expostas à ondansetrona, durante o primeiro trimestre de gravidez com mais de 1,7 milhão de mulheres não expostas à substância. O resultado foi de três casos adicionais, 14 contra 11, de defeitos de fechamento orofacial identificados para cada 10 mil nascimentos de descendentes de mulheres expostas, principalmente relacionados à ocorrência de casos de fissura palatina.

Segundo a Anvisa, o mecanismo pelo qual a ondansetrona pode interferir na gravidez é desconhecido. Dessa forma, a segurança de uso desse medicamento durante o segundo e o terceiro trimestres de gravidez também não está estabelecida.

Diante dessas informações, a agência diz que analisa a possibilidade de se alterar esse medicamento para a categoria D de risco na gravidez, categoria em que há evidências positivas de risco fetal humano, no entanto os benefícios potenciais para a mulher podem, eventualmente, justificar o risco.
Atualmente, esse medicamento pertence à categoria B de gravidez, ou seja, não deve ser utilizado por mulheres grávidas, sem orientação médica ou do cirurgião-dentista.

Tratamento de náuseas

A ondansetrona é um medicamento indicado na prevenção e no tratamento de náuseas e vômitos em geral, especialmente os casos induzidos por quimioterapia ou radioterapia e os relacionados ao pós-operatório.

Nos casos de uso da ondansetrona por mulheres em idade fértil, a Anvisa orienta que deve ser recomendado o uso de medidas contraceptivas eficazes. Além disso, os profissionais de saúde devem informar todas as mulheres em idade fértil, que estão em tratamento com ondansetrona, sobre o risco de esse medicamento ocasionar uma malformação congênita, especialmente no primeiro trimestre de gravidez.

A anvisa orienta pacientes que se enquadram nas características descritivas devem procurar orientação junto ao profissional de saúde. A Agência informa ainda que monitora continuamente os medicamentos e solicita aos profissionais de saúde e pacientes que notifiquem os eventos adversos ocorridos com o uso de qualquer medicamento, por meio do sistema VigiMed.

Filósofo comenta dicas para reagir bem ao ser contrariado

Redação

Para a maioria das pessoas é extremamente difícil a experiência de ser contrariado. Porém, a contrariedade tem também o seu lado positivo e pode ser pedagógica, ensinar que não somos soberanos e que nem tudo tem de se dobrar diante de nossa “magnífica” vontade, segundo o filósofo Fabiano de Abreu. 

Fabiano de Abreu afirma que é possível aprender valiosas lições ao ser contrariado | Foto: divulgação 

Ele acredita que quando somos contrariados temos a possibilidade de descobrir verdades e crescer emocionalmente: “Algumas pessoas possuem uma grande dificuldade em aceitar opiniões diferentes, não admitem serem contrariadas e se ofendem quando suas ideias não são aceitas. A essas pessoas, falta humildade intelectual, que está relacionada ao fato de saber ouvir o não, uma palavra negativa, que é a chave para um conhecimento que trará coisas positivas”, afirma.

Para ajudar as pessoas ao serem contrariadas e, assim, conseguir obter os benefícios da diversidade de ideias, Abreu listou abaixo quatro dicas. Confira:

1- Quando somos confrontados, a ofensa é opcional 
Para aprender a ouvir uma negativa, ou uma contraposta a ideia que, a princípio, achávamos genial, devemos nos manter abertos e ter humildade para receber novos conhecimentos.
Quando nos permitimos ouvir as opiniões contrárias, sem nos ofender com o que nos foi dito e crescer emocionalmente. Isto é necessário para que possamos avaliar as nossas ideias e objetivos. Assim seremos mais abertos e modestos na vida, sem a infantil pretensão de acreditar que nossa visão e posição devem ser sempre únicas e absolutas.

2- Pare de impor as suas ideias. Seja mais humilde
Não saber ser contrariado afeta problematicamente pontos cruciais da nossa vida, no pessoal e no profissional. No ambiente de trabalho, se a pessoa é uma funcionária e não sabe lidar com críticas e demandas, ela com certeza passará a ser malvista pelos colegas. Dentro de um relacionamento afetivo, seja um casamento, namoro ou amizade, a pessoa que não aceita ser contrariada vive impondo suas vontades e, geralmente, escolhe parceiros inibidos, fracos e submissos, até para não terem que bater de frente e em um dado momento precisarem ceder. Isto é muito mal.

Quem não sabe ouvir opiniões perde muitas oportunidades de aprender com os colegas, e até com os seus superiores, por acreditar que as suas ideias sempre são melhores do que as das outras pessoas. E mesmo quando precisa ceder, por uma força maior, porque o chefe mandou, ela fica revoltada e “torce o nariz” para a ideia aprovada, como se fosse torcer para ela dar errado, só para depois poder dizer: “Eu avisei”.

Aprenda a ter humildade intelectual. O hábito constante de impor e sobrepor a sua ideia às dos outros é considerado repugnante por muitos e te afasta das pessoas, tanto no ambiente de trabalho como na vida.

Seu orgulho não te levará e nem nunca te levou a nada. Tenha humildade e aprenda a escutar. Una isso a boa vontade, e todos perceberão que a convivência com você se tornou mais agradável. Você só tem a ganhar com isso.

3- Ouça mais para errar menos
O problema maior em uma pessoa que não aceita ser contrariada é que ela constantemente comete erros como resultado da ignorância, de ignorar o que o outro diz, ou por excesso de autoconfiança. Contudo, para justificar os seus fracassos, ela coloca a culpa nos outros, justamente porque não admite falhas e porque também não escuta as pessoas.

É importante ouvir mais para errar menos. Sabemos que devemos aprender com as falhas para crescer. Que não há vitória, sem derrota e que é com a experiência que alcançamos o sucesso. Mas a pessoa que não admite ser contrariada, finge não saber disso.

4- Use a razão para a autoavaliação, antes de dar lugar às emoções
Pare e pense: Se estão te contrariando algum motivo existe. Ou você está errado e deve parar e analisar suas atitudes, ou o outro está errado. Mas você só saberá isso, se você se abrir e escutar. Parar e refletir sobre tudo que foi dito.

Se permita discutir e expor os seus pontos de vistas, mas respeite também os pontos de vistas dos outros de forma lógica, racional e paciente.

Não é fácil, mas faz parte do crescimento. Atitudes imaturas e intransigentes causam muitos danos. Por isso, aceite que está na hora de ser mais maleável.

Livro do terapeuta William Sanches traz dicas para reprogramar a mente e ter uma vida plena

Redação

A baixa autoestima é um sentimento que atinge, cada vez mais, pessoas, elas passam a se sentir frágeis, inseguras, incapazes e pessimistas. Quem sofre com esse estado mental tende a interpretar sinais da vida de uma maneira sempre negativa. Para ajudar as pessoas a reprogramar a mente e sair desse estado, o terapeuta, treinador mental e autor de 12 obras sobre desenvolvimento pessoal William Sanches lança Autoestima blindada, obra que chega às lojas pelo selo Academia da Editora Planeta. O lançamento ocorre neste sábado (12), na Saraiva do Shopping Center Norte, em São Paulo. 

Lançamento do livro ocorre amanhã (12) no Saraiva do Shopping Center Norte | Foto: divulgação 

Conhecido por abordar questões relacionadas ao amor-próprio, prosperidade e autoconfiança em seu canal do YouTube, que conta com quase 300 mil inscritos, em treinamentos e palestras e em programas de TV, Sanches apresenta aos leitores um método real para alcançar os sonhos em oito poderosos passos. Com base em sua experiência em consultório e em pesquisa realizada com mais de 5 mil pessoas, para entender o comportamento por trás desse padrão mental, que identificou, por exemplo, que 44% das pessoas se encontram em relacionamentos tóxicos e 87% das pessoas não se sentem felizes com sua autoimagem, o autor apresenta técnicas que ajudam o leitor a encontrar a felicidade.

Com diversas atividades para guiar as pessoas na busca pelo eu interior, o livro traz técnicas que o autor utiliza há anos em seu consultório, como a “roda da autoestima”, com campos importantes da vida para que o leitor analise a satisfação em cada um deles, as quatro etapas para crença fortalecedora ou a técnica do espelho. Autoestima blindada reúne também afirmações poderosas, com palavras positivas para repetir para si mesmo, além de acesso, por meio de QR Codes, à websérie criada pelo autor que complementa o conteúdo do livro.

quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Casa Ronald McDonald ABC tem "hamburgada" beneficente neste mês

Redação

A Casa Ronald McDonald ABC e o grupo Bodes do Asfalto promoverão em 19 de outubro, a partir das 12 horas, uma Hamburgada Beneficente. Os convidados serão recepcionados pelo presidente da instituição, Nelson Tadeu Pereira. O evento acontecerá na própria instituição, em Santo André (Avenida Príncipe de Gales, 821). 

A Casa Ronald McDonald ABC sedia a "Hamburgada Benficente" em 19 de outubro | Foto: Reprodução

São esperados 250 convidados, que desfrutarão de diversas atrações de lazer e opções de alimentação. Toda a verba arrecadada com o evento será revertida para a Casa Ronald McDonald ABC e aplicada nas obras  de revitalização. 

Atualmente, a Casa Ronald McDonald ABC atende 23 hóspedes de zero a 20 anos de idade, acompanhados por um responsável, que vêm dos mais diversos lugares do País em busca de tratamento para o câncer e não desembolsam nenhum valor durante sua estadia. 

Os convites já podem ser adquiridos pessoalmente, pelo telefone (11) 4433-4490 ou e-mail relacionamento@casaronaldabc.org.br . 

“Festival Culturas e Sabores” ocorre em São Bernardo do Campo neste fim de semana

Redação  O Parque Salvador Arena (Av. Caminho do Mar, 2.980), em São Bernardo do Campo, sedia a 2ª edição do “Festival Culturas e Sabores”...