sexta-feira, 13 de setembro de 2019

Conheça cinco doenças que apresentam sintomas na boca

Redação

Muitas vezes, problemas de saúde bucal levam as pessoas a procurarem pelo cirurgião-dentista. Mas, o que poucos sabem é que nessas consultas o profissional pode detectar sintomas de outras doenças. Dessa forma, as visitas regulares ao consultório odontológico podem ser aliadas na prevenção e no diagnóstico de problemas graves. Isso sem contar a importância para manutenção da saúde bucal.

As visitas regulares ao consultório odontológico podem ser aliadas na prevenção e no diagnóstico de problemas graves | Foto: iStockphoto

Confira a seguir uma lista elaborada pelo Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) com algumas doenças que podem ser diagnosticadas a partir de sintomas na boca.

Aids
O ressecamento nas extremidades da boca, aftas maiores, feridas de herpes labial (bolhas pequenas e doloridas), gengivas inflamadas, placas esbranquiçadas no interior da boca (candidíase oral) e infecções por fungos são alguns dos sinais clínicos da aids, explica o presidente da Câmara Técnica de Patologia Oral e Maxilofacial do CROSP, Fábio Coracin.  “As manifestações orais ocorrem em cerca de 80% dos pacientes afetados e ajudam a definir o estágio da doença”, explica.

Apesar de os sintomas bucais serem comuns em pacientes com HIV, nem sempre caracterizam a doença. Por isso, é imprescindível consultar um profissional da área, que indicará os procedimentos e exames pertinentes, para um diagnóstico correto.

Bulimia
Transtorno psicológico e alimentar marcado pela compulsão de comer, pelo uso abusivo de laxantes e pela indução de vômitos, ocasiona problemas bucais como erosão dentária, lábios ressecados, hipersensibilidade dentinária, fluxo salivar e aumenta a chance de cárie.

Quando esses problemas surgem, o cirurgião-dentista deve fazer uma investigação mais profunda e também consultar outros profissionais da área médica para orientar o paciente na busca de tratamento.
 
Cirrose hepática
Indícios na boca como alterações hemorrágicas, petéquias (manchas avermelhadas), hematomas e sangramento na gengiva, icterícia visível na mucosa (manchas amareladas) são indicativos clínicos da cirrose hepática. “A doença compromete o funcionamento do fígado e a falha na produção de coagulação”, detalha Coracin. 

Diabetes
Gengivite e periodontite (doenças periodontais), mau hálito, gosto ruim na boca e candidíase oral são problemas recorrentes em pacientes com diabetes, que não estão com a doença controlada.  Por isso, o paciente deve sempre estar atento aos sintomas bucais, pois eles podem indicar que os níveis de glicose precisam ser controlados.

Sífilis
Provocada por uma infecção bacteriana, a efemeridade se manifesta em três estágios: sífilis primária, secundária e terciária. No primeiro, o sintoma bucal mais frequente é o aparecimento de uma única úlcera, indolor. Manchas esbranquiçadas e lesões múltiplas na cavidade oral são recorrentes no segundo estágio. No último, considerado o mais grave da doença, é possível identificar perfurações e a destruição do tecido bucal. Consultar regularmente o cirurgião-dentista aumenta consideravelmente as chances de identificar a doença nos primeiros estágios, agilizando o tratamento.


Fatores psicológicos são decisivos na avaliação da saúde sexual

Redação

Sentimentos, emoções, desejos, ações e reações. Esses e outros fatores englobam o conceito de sexualidade que, ao contrário do que se entende no senso comum, é amplo e não deve ser associado apenas às relações sexuais. A questão é dinâmica, mutável e está presente em todas as fases da vida humana.

Questões morais e tabus sociais dificultam o diálogo a respeito da sexualidade | Foto: reprodução

Abordar questões como ejaculação precoce, ou prazer feminino ainda é um desafio, inclusive para alguns médicos quando não atuam em áreas diretamente relacionadas aos temas, com isso, a Associação Mundial para a Saúde Sexual (AMSS) instituiu o Dia Mundial da Saúde Sexual, celebrado no último dia 4, com o objetivo de conscientizar a população e promover debates diversos sobre o tema.

Questões morais e tabus sociais dificultam o diálogo a respeito da sexualidade, segundo a ginecologista Dulce Henriques, membro da plataforma Doctoralia.  "É necessário que tenhamos uma maior abertura e promoção de debates na sociedade. Os jovens precisam ser alertados sobre situações de abuso sexual e prevenção de doenças sexuais", comenta.

Assim, a esfera familiar é o primeiro ambiente de diálogo. "Q educação e orientação em casa são fundamentais, a fim de estabelecer desde a infância um diálogo esclarecedor e preventivo. Família, professores, educadores, todos devem estar preparados para o debate franco, aberto e inovador", avalia Dulce.

Para as mulheres, o assunto é ainda mais delicado uma vez que existem preconceitos e estereótipos atribuídos à liberdade sexual feminina que muitas vezes as inibem e afetam diretamente a busca pelo próprio prazer.

"Meninas não são estimuladas a pensar ou falar sobre sexo tão abertamente quanto os meninos e isso pode acarretar uma série de questões e travas psicológicas. A desinformação é um prato cheio para esquecermos de DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis) como o HPV de alto risco, que é o responsável pela maioria dos casos de câncer de colo de útero", pontua a médica.

Segundo levantamento da Organização Mundial de Saúde, 1 milhão de pessoas contraem DSTs tratáveis por dia, isso equivale a 376 milhões de novos casos anuais de doenças como clamídia, gonorreia e sífilis, em todo o mundo.

Os estímulos excessivos sobre sexo, aos quais os homens são submetidos desde cedo, também não são saudáveis, aponta a psicóloga Melina Lopes Ferreira Brandão, também membro da plataforma Doctoralia:  "A pressão sobre o desempenho sexual masculino pode fazer com que eles se forcem a encarar situações não desejadas apenas com o intuito de se afirmarem perante o outro ou a si mesmo".

A disfunção erétil e a ejaculação precoce também são questões que perturbam os homens em todas as idades, e não falar sobre o assunto pode piorar o quadro, "estresse, ansiedade e depressão são fatores que contribuem para que, cada vez mais, a população jovem esteja sofrendo com esses problemas, nesses casos a psicoterapia pode ser uma grande aliada para solucioná-los, sendo um espaço confiável para que o homem possa expor seus sentimentos, pensamentos e principalmente sem julgamentos e cobranças", explica a especialista.

Debates servem para enriquecer e esclarecer nossas concepções sobre qualquer assunto. "Precisamos falar sobre sexualidade para romper tabus e estimular o autoconhecimento mental e físico, afinal, essa é uma parte essencial da vida, que não pode ser subestimada e muito menos ignorada", finaliza Melina.

quinta-feira, 12 de setembro de 2019

Casa Rossi promove partida beneficente de futsal em Santo André

Redação

Nesta sexta-feira (13), a partir das 19 horas, acontecerá na Vassoler Sport & Lazer (Rua Amambai, 500, Vila Cecilia Maria), em Santo André, a primeira partida beneficente de futebol de salão entre as equipes patrocinadas pela Casa Rossi, tradicional rede de varejo de materiais de construção do ABC.

Partida entre Casa Rossi x Skater Boys será nesta sexta-feira, às 191h | Foto: divulgação

O diferencial deste jogo é que uma das equipes em questão não tem nada relacionado ao mundo do futebol. Será a equipe de futebol de salão Casa Rossi, que leva o mesmo nome da patrocinadora, contra os meninos da Skater Boys, skatistas que construíram a SB Skate Plaza, pista de skate localizada no Jardim Las Vegas, em Santo André, apoiada desde sua construção pela Casa Rossi.

Para assistir ao jogo é necessário fazer a doação de 1 kg de alimento não perecível no dia e no local da partida. Os alimentos serão doados a entidade Casa de Timóteo, localizada em São Bernardo do Campo e que possui mais de 70 famílias cadastradas.

Jorge Aragão faz show em São Caetano do Sul neste domingo

Redação

O sambista Jorge Aragão se apresenta no Santo Graal, em São Caetano do Sul, neste domingo (15), às 17h. O compositor carioca, que já foi integrante do grupo Fundo de Quintal,  apresentará um repertório com diversos sucessos, que fazem parte de sua história de mais de 40 anos de carreira.

Sambista Jorge Aragão é ex-integrante do grupo Fundo de Quintal | Foto: Marcos Hermes 

No repertório do show, estão canções como “Vou Festejar”, “Coisinha do Pai” e “Enredo do meu samba”.

O Santo Graal fica na Avenida Presidente Kennedy, 1103, em São Caetano do Sul. Ingressos à venda no site Bilheteria Express.

quarta-feira, 11 de setembro de 2019

Especialista fala sobre terapia floral

Redação

A saúde física e psicológica pode ser cuidada também pela terapia floral. De acordo com a terapeuta floral, Luciane Cadan, este meio é um sistema de tratamento criado pelo médico inglês Edward Bach, que utiliza essências florais, como um veículo para modificar um estado emocional em desequilíbrio.

Existem 38 tipos de essências no total, que podem ser tomadas separadas ou juntas, conforme a necessidade de cada pessoa | Foto: reprodução

“São essências de flores, que colaboram no tratamento de desequilíbrios emocionais ou até mesmo físicos, podendo ser utilizados tanto para adultos como também para as crianças, sem contra indicações, justamente por serem naturais”, explica Luciane.

Ao todo, são 38 tipos de essências, que podem ser tomadas separadas ou juntas, depende apenas do resultado que deseja ser alcançado, atuando no físico, mental e emocional do paciente. “Já parou para pensar que muito do nosso corpo pode ser tratado de forma natural? Com certeza não podemos descartar o tratamento tradicional com medicamentos alopáticos, mas podemos equilibrar com os florais de forma coadjuvante e simples. As essências florais, quando acompanhadas de um trabalho terapêutico, trazem um extraordinário poder curativo”, afirma a especialista. 

Segundo a terapeuta, se escolhidos e tomados corretamente por tempo suficiente, têm um efeito profundo e duradouro. A terapia floral é indicada em casos de estresse, obesidade, insônia, agressividade, dispersão, depressão, insegurança, vícios em geral, preocupação, medo, tensão pré-menstrual, e diversas outras questões, que podem ser analisadas pelo terapeuta.

Já composição do floral é sempre de caráter individual. “Não existe um composto de essências padrão; cada pessoa terá sua própria combinação, para alcançar os resultados necessários de acordo com as queixas. São inúmeras combinações de fórmula com as essências Florais de Bach. Portanto, cada receita é única e exclusiva para cada indivíduo”, alerta Luciane.

A terapeuta afirma ainda que florais podem ajudar as pessoas a tomarem consciência das próprias qualidades e talentos, que poderiam estar adormecidos. Vale ressaltar que o ideal é ter um contato direto com o terapeuta, para que juntos, possam alinhar o melhor caminho a seguir.

Paço Municipal de Santo André tem evento ciclístico neste domingo

Redação

O Núcleo de Ciclismo da  Associação Comercial e Industrial de Santo André (Acisa) realizará a 4ª edição do Viva Bike, no Paço Municipal de Santo André (Praça IV Centenário, s/nº), neste domingo (15),  das 8h às 16h.

Evento promovido pelo Núcleo de Ciclismo da Acisa ocorre das 8h às 16h | Foto: divulgação 

Os visitantes poderão usufruir de diversas atividades, como pedalada de 10 km, circuito de obstáculos de bicicletas para crianças, promovido pela Quintal Bike Club, apoio técnico da Shimano para pequenos ajustes, food trucks, exposição e venda  de peças, acessórios, roupas e serviços.

De acordo com um dos membros do Núcleo de Ciclismo da Acisa, George Orlando, o público esperado é de 3 mil pessoas e na programação também constam homenagens a ciclistas da região.

O Viva Bike é o segundo grande evento do segmento neste ano. No último dia 25, foi realizado o Mega Pedal com 500 ciclistas, que saíram  do Parque Celso Daniel, em Santo André,  rumo ao Memorial da América Latina, em São Paulo, para participarem da 10ª edição da Shimano Fest, considerado o maior festival de bikes da América Latina.

Para finalizar o ano, entre os meses de outubro ou novembro, deverá acontecer uma capacitação técnica para lojistas e funcionários das empresas participantes do Núcleo de Ciclismo no Centro de Treinamento da Shimano, em São Paulo.

Inscrições para estudar na França começarão em novembro

Redação

Em novembro de 2019, começam as candidaturas para fazer uma graduação ou pós-graduação na França, que conta com um sistema online que facilita a inscrição de estudantes brasileiros, gerenciado pelo Campus France Brasil, agência oficial do governo francês para a promoção do ensino superior.

A França, segundo dados da Unesco, é o primeiro país não-anglófono e o quarto país do mundo que mais acolhe estudantes internacionais. O alto lugar no ranking mundial não é fruto do acaso. Ao longo de muitos anos, o país investiu em educação superior e implementou políticas públicas, que facilitam a ida de estudantes estrangeiros, que hoje representam 12% do total de estudantes e 42% dos doutorandos.

O Brasil, representado por mais de 5 mil pessoas, é o primeiro país latino-americano e o 15º do mundo com mais presença nas universidades francesas. Abaixo alguns motivos de quem escolheu estudar neste país europeu, segundo informações da agência Campus France Brasil.

Valorização do ensino e da pesquisa
A qualidade do sistema de ensino francês é garantida pelo governo, que subsidia de 65% a 95% dos custos reais de uma formação nas instituições públicas, entre elas, universidades, escolas especializadas e escolas de artes. O investimento faz com que a França tenha um dos sistemas de ensino superior mais acessíveis do mundo.

Assim como as instituições públicas, as escolas privadas, que oferecem cursos em áreas como artes, moda, gastronomia e engenharia, oferecem diplomas valorizados pelo mercado de trabalho europeu e figuram no topo dos rankings mundiais de melhores escolas.

Quando o assunto é pesquisa, a França está entre os líderes em investimento. São mais de 48 bilhões de euros investidos aplicados em pesquisa e desenvolvimento, o que corresponde a 2,2% do PIB. Os resultados são concretos: o Centre national de la recherche scientifique (CNRS) é a primeira instituição do mundo em publicações e número de patentes, a França é o segundo país com mais medalhas Fields e o quarto em impacto de publicações científicas.

Qualidade de vida
A qualidade de vida e o livre acesso às atividades culturais e patrimônios históricos são valorizadas. Destino turístico mais procurado do mundo, o país conta com mais de 500 festivais, 8 mil museus, 2 mil salas de cinema e 41 locais considerados patrimônios mundiais pela Unesco. Com acesso gratuito ou a preços reduzidos a todas as atividades, os estudantes internacionais aproveitam a sua estadia para desfrutar da efervescência cultural que caracteriza as cidades francesas.

Paris, além de ser a capital mais visitada do mundo, foi eleita por vários anos consecutivos como a melhor cidade para estudantes internacionais e é a quarta no ranking de cidades inteligentes, com destaque para os critérios de economia (8ª posição), capital humano (6ª posição), alcance internacional (3ª posição), tecnologia (15ª posição) e mobilidade urbana (4ª posição).

Benefícios e bolsas 
Além de contar com formações parcialmente subsidiadas pelo governo, os brasileiros ainda têm acesso a mais de 200 oportunidades de bolsas de estudos (as bolsas podem ser consultadas no catálogo). As bolsas são concedidas pelo governo francês, governos de regiões da França, pelo governo brasileiro, empresas e instituições de ensino.

Os benefícios oferecidos aos estudantes brasileiros são os mesmos dos estudantes franceses: auxílio-moradia, acesso a restaurantes e residências universitárias e inscrição gratuita no sistema de saúde, além de acesso a atividades esportivas, descontos em serviços e atividades culturais.

Futuro profissional
As relações bilaterais entre Brasil e França também pesam para quem busca um diploma estrangeiro para o currículo. A França foi o país que mais investiu no Brasil, no segundo trimestre de 2019, ultrapassando EUA, China, Japão e Itália.

O Brasil conta com mais de 850 empresas francesas em seu território, entre elas grandes multinacionais como GPA/Casino, Carrefour, Saint Gobain, Renault. Estas empresas somam mais de 500 mil empregos gerados, o que faz da França um dos países estrangeiros que mais gera empregos no Brasil.

O francês também é um diferencial para determinadas carreiras: é idioma oficial de organismos internacionais, 3º idioma para negócios e essencial para pesquisas acadêmicas, sobretudo na área das humanidades.

Candidaturas para universidades francesas
Os brasileiros interessados em estudar na França podem procurar o Campus France Brasil, que conta com cinco escritórios no país. Além de oferecer orientação gratuita e personalizada para diversos projetos de estudos, que vão desde a graduação até doutorado, a agência também gerencia uma plataforma unificada para candidaturas nos níveis da graduação e do mestrado.

O período de candidaturas acontece cerca de um ano antes do início do ano letivo, em setembro. Em novembro de 2019, serão abertas as chamadas para o ano letivo 2020/2021. Para obter mais detalhes sobre o processo acesse: www.brasil.campusfrance.org.
 


Conheça cinco doenças que apresentam sintomas na boca

Redação Muitas vezes, problemas de saúde bucal levam as pessoas a procurarem pelo cirurgião-dentista. Mas, o que poucos sabem é que nessas...