quarta-feira, 21 de agosto de 2019

Como preservar a boa memória

*Por Elie Cheniaux

Com o acúmulo de atividades e responsabilidades, além de tecnologias que “pensam por nós”, a boa memória se torna, cada vez mais, um artigo de luxo. De fato, a memória é uma das nossas funções cognitivas mais importantes e serve para arquivar experiências e informações adquiridas ao longo da vida. A perda de memória patológica acomete, principalmente, a memória de curto prazo, aquela que usamos para nos lembrar de algo recente. Quando ela é afetada, o paciente tende a repetir as mesmas perguntas que foram respondidas há pouco tempo. Mas o que é preciso fazer para preservá-la?

“Noites mal dormidas interferem muito na manutenção da memória, já que ela é consolidada neste período”, comenta o psiquiatra Elie Cheniaux | Foto: divulgação 

A área da neuropsicologia, que estuda a memória, ainda é muito nebulosa. Mas estudos mostram que os bons hábitos de vida são verdadeiros aliados da boa memória. Dentre eles, a prática de atividade física aeróbica por, pelo menos, três vezes na semana. O exercício intensifica a capacidade cognitiva, de atenção e concentração. Outro fator muito importante é o sono. Noites mal dormidas interferem muito na manutenção da memória, já que ela é consolidada neste período. O tabagismo e o uso frequente de álcool também são prejudiciais, pois provocam um envelhecimento cerebral precoce.

Em relação aos medicamentos, há controvérsias. Uma pesquisa recente indicou que o uso de donepezila, uma medicação utilizada para o Mal de Alzheimer, aumenta a capacidade da memória de portadores da Síndrome de Down. Isso fez com que universitários americanos passassem a usá-la. No entanto, não há nenhuma comprovação científica que mostre a sua eficácia em pessoas que não possuem a síndrome. Alguns fitoterápicos, como ginko biloba, parecem melhorar o fluxo sanguíneo cerebral, beneficiando, indiretamente, a memória.

A melhor forma de diagnosticar estas patologias é a realização de uma bateria de exames neurológicos e avaliações psiquiátricas. Vale citar também outras boas dicas que podem melhorar significativamente a memória e a atividade cognitiva como a leitura, o aprendizado de novas línguas, a prática de exercícios matemáticos e a constante sociabilização. Certamente, estes são hábitos importantes para a manutenção da memória e para retardar o surgimento de demências comuns a idade avançada, acima dos 65 anos.

*Elie Cheniaux é psiquiatra, escritor, mestre e doutor em psiquiatria, psicanálise e saúde mental pela UFRJ; pós-doutor pela COPPE/UFRJ e PUC-Rio; membro licenciado da Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro.

Depressão: psicóloga comenta cinco sintomas

Redação

A depressão afeta 300 milhões de pessoas no mundo, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Conforme a entidade, o índice de depressivos cresceu 18% em dez anos. A psicóloga Andrea Chaves destaca que a depressão causa isolamento social e deixa o indivíduo vulnerável a padrões de julgamento. Abaixo ela lista cinco sintomas, que podem sinalizar que alguém está com depressão.

Alterações no sono e apetite (tanto aumento quanto diminuição) são alguns dos sintomas | Foto: Shutterstock

Segundo estimativas da OMS, até o ano que vem, essa será a doença mais incapacitante do mundo. A entidade aponta ainda que o Brasil é país com mais casos em toda a América Latina, com um total de 11,5 milhões de depressivos, ou seja, 6% dos brasileiros.

Segundo a psicóloga, no Brasil há muito julgamentos equivocados sobre a doença. "É muito comum em nossa sociedade pensarem que é falta de fé, falta de atitude e que a pessoa tem a obrigação de reagir, de pensar que esse é um problema de ‘gente fraca’, ou mesmo uma frescura", comenta.  Pensando nestas atitudes, Andrea listou cinco sintomas psíquicos mais comuns e ressalta que é de extrema importância saber que a depressão é uma doença e como tal precisa de tratamento adequado.

Sintomas comuns da depressão:
1- Perda de humor, ou alterações cíclicas de humor (euforia seguida de muito desânimo)
2- Humor depressivo (tristeza intensa que persiste por muitos dias, com crises de choro ou apatia emocional - a sensação de que fica tudo “cinza”, e nada faz sentido);
3- Fadiga ou sensação de perda de energia;
4- Alterações no sono e apetite (tanto aumento quanto diminuição);
5- Retraimento social (isolamento, falta de desejo de estar com pessoas).

"É essencial saber que não se deve julgar uma pessoa com depressão. É importante que a pessoa com aparentes sintomas busque ajuda especializada, com psicólogo e/ou psiquiatra", finaliza Andrea.

Aumenta procura por cirurgias íntimas

Redação

Ninfoplastia ou labioplastia é uma cirurgia plástica, que consiste na redução dos lábios vaginais das mulheres. Este procedimento vem crescendo cerca de 20% no Brasil, de acordo com o cirurgião plástico, Luiz Haroldo Pereira. No mundo das famosas, algumas personalidades da mídia, como a modelo Geisy Arruda e a ex-BBB Clara Aguilar já assumiram ter feito o procedimento.

Além da diminuição dos lábios, é possível também retirar a flacidez da área íntima, explica o cirurgião plástico Luiz Haroldo Pereira

"No Brasil, a cirurgia íntima vem aumentando, porque as mulheres estão mais à vontade para discutir este procedimento, não é mais um tabu. É uma cirurgia que não apresenta nenhum risco quando feita por um cirurgião experiente", comenta Pereira.

Além da diminuição dos lábios, é possível também retirar a flacidez da área íntima, com enxerto de gordura. "Com o advento do enxerto de gordura para preencher a flacidez da região genital, feito por cirurgião plástico, as pacientes começaram a nos procurar, em vez de ginecologistas. O enxerto só pode ser feito por um cirurgião plástico", ressalta o médico.

Para o pré-operatório, não há nenhum cuidado específico. Já no pós-operatório, Pereira afirma que é preciso cuidar da higiene, conforme orientação, não manter relações sexuais por três semanas, além de usar compressas geladas, porque normalmente há inchaço e fica mais sensível.

Sobre o preço varia se é feito em hospital ou consultório médico, a indicação do local depende também do procedimento, segundo o cirurgião. “A cirurgia de corte, ou seja, retirada do excesso de pequenos lábios, é melhor que seja feita em hospital. Já o enxerto de gordura para aumentar o volume e corrigir a flacidez, pode ser feito também em consultórios", finaliza Pereira.

Como fazer as compras do mês gastando pouco e sem ser enganado no supermercado

*Por Aline Soaper

Hoje eu quero falar com você sobre um assunto que sempre me pedem, que é um dos campeões dos gastos mensais das famílias: como fazer as compras do mês gastando pouco.

A especialista Aline recomenda, entre outras dicas, ir ao supermercado sem fome, com uma lista e após olhar a dispensa | Foto: divulgação 

Os gastos de supermercado para famílias com menor renda, representam o maior gasto da família, e impacta diretamente a qualidade de vida.

Já nas famílias com renda maiores de 5 salários, esse impacto é menor e pode variar de acordo com as escolhas por produtos mais caros ou mais baratos.

Mas o fato é que muitas pessoas desperdiçam dinheiro por não se planejar para ir ao supermercado.

Se você tiver um bom planejamento e souber aproveitar o que você já tem em casa, evitando desperdício, dá até para voltar com dinheiro para casa.

Mas você precisa ter um valor determinado para gastar e se desafiar a gastar menos do que isso e é sobre isso que vamos falar no artigo de hoje!

Quer fazer as compras do mês gastando pouco, mas sempre extrapola?
Vamos ao supermercado para comprar o que precisamos, mas durante o passeio pelos corredores e prateleiras, nos sentimos tentados a comprar várias coisas que não precisamos, ou até mesmo coisas que já temos em casa e esquecemos de usar, porque estão lá no fundo da prateleira.

Mas existem fatores principais que impactam nas compras, e o principal é a necessidade e o desejo.

Fatores como ir ao supermercado com fome, sem uma lista, sem olhar a dispensa antes, quando você está triste ou com pressa, geralmente faz com que você gaste mais do que necessário.

Afinal, o objetivo da compra não ficou claro e o impulso domina nessa hora.

Os folhetos digitais podem ajudar a economizar
Aqui está uma dica que ninguém conta: olhe os folhetos digitais, antes de ir ao supermercado.

Com os folhetos digitais é possível pesquisar os preços, sem precisar ir até o supermercado.

Não sei se você é dessa época, mas muitas pessoas iam de mercado em mercado para pegar folhetos e comparar os preços.

No final das contas, gastava mais com combustível do que economizava nas compras.

Mas hoje você pode saber quais são os dias de oferta em cada estabelecimento e escolher de acordo com a necessidade para comprar com preço menor e sem sair de casa.

E existe uma estratégia para conseguir boas ofertas no mercado!
Para conseguir os melhores preços e fazer as compras do mês gastando pouco, é necessário pesquisar os melhores dias de cada supermercado para cada setor.

Não sei se você já percebeu, mas o supermercado faz campanhas com dias de ofertas específicas em setores como carnes, beleza, limpeza e nesses dias esses itens estão realmente com preço mais baixos.

Mas atenção: o supermercado compensa o lucro em produtos de outros departamentos.

Por isso, é preciso ter cuidado para não pagar menos em um produto na oferta, mas pagar a mais em outro produto e sair perdendo na hora de pagar a conta.

Você pode acompanhar os preços por aplicativos
Para acompanhar as ofertas sem precisar sair de casa e poder escolher onde a sua compra terá realmente o melhor preço, os supermercados criaram aplicativos, facilitando ainda mais a sua busca por ofertas.

Eu aproveitei para listar 3 dicas para você aproveitar esses aplicativos ao máximo e fazer as compras do mês gastando pouco:

Baixe os aplicativos (apps) dos principais supermercados que você frequenta e confira os produtos em promoção de acordo com o que você precisa na semana.

Baixe apps de comparação de preços de supermercados da sua região, ele vai mapear as melhores ofertas.

Faça a sua lista baseada nesses produtos e não esqueça de comprar com a lista nas mãos e evitar ao máximo o que não está nessa lista.

Seus hábitos de consumo também podem ajudar na sua economia no mercado
Para economizar nas compras é preciso fazer escolhas mais inteligentes, e a minha sugestão é que você opte por produtos de boa qualidade com preço mais acessível.

Mas lembre-se também de testar marcas novas, para conferir se vale a pena trocar a marca famosa por uma outra que esteja entrando no mercado, com preço menor, mas com qualidade equivalente.

E se você quer fazer as compras do mês gastando pouco, mas não sabe o que reduzir da sua lista, reduza gastos com produtos de limpeza e opte por formas mais alternativas de limpeza, como água e detergente líquido que servem para limpar praticamente tudo em casa.

Outra dica para ajudar na sua economia é comprar frutas e verduras, apenas nos dias de promoção de hortifrúti, comprar carnes para a semana toda no dia da promoção de carne e reduzir o consumo de produtos industrializados.

Há muita promessa falsa de desconto também!
As principais armadilhas de desconto estão nas promoções compre 2 e leve 3, ou compre isso e ganhe aquilo.

Mas na maioria das vezes o produto está mais caro do que o valor normal e o desconto está disfarçado de cobrança pelo terceiro ou segundo produto, que aparentemente sairia de graça.

E para fechar com chave de ouro as dicas sobre como fazer as compras do mês gastando pouco, vou te contar os cinco segredos para não cair nos falsos descontos na hora de ir ao supermercado:

1 - Para evitar cair em armadilhas de falsos descontos, faça sempre as contas do valor total e dívida pela quantidade unitária para saber se o preço está realmente menor do que o valor unitário.

2 - Pense se realmente você vai consumir essa quantidade de produto, mesmo que o último seja de graça.

3 - Cuidado para não comprar além do que você precisa só porque está em promoção.

4 - Se você vai pagar um pouco mais caro para levar um produto de brinde, pense se você realmente vai usar esse brinde, ou se ele vai apenas ocupar mais espaço na sua casa.

5 - Compare o preço da oferta do supermercado com o valor de outros supermercados e não apenas com o produto vendido no mesmo estabelecimento.

Gostou desse conteúdo sobre economia na hora de ir ao supermercado? Comente qual é a principal ideia que você teve com esse artigo e vai aplicar na sua próxima compra!

 *Aline Soaper é terapeuta financeira.

terça-feira, 20 de agosto de 2019

Ação “McDia Feliz” auxilia pacientes em tratamento de câncer

Redação

Para que diversas crianças e adolescentes possam iniciar, ou dar continuidade ao tratamento de câncer, a Casa Ronald McDonald ABC, por meio de voluntários do Rotary Club Santo André, participará neste sábado (24) do McDia Feliz 2019 - Amor & Big Mac & Carinho. A abertura oficial da 31ª edição do McDia Feliz no Grande ABC será, às 9 horas, no McDonald’s, que fica na Avenida Prestes Maia, 1.400, em Santo André.

A ginasta Daniele Hypólito é a "McAmiga" desta edição da campanha | Foto: divulgação 

A cerimônia será conduzida pelo presidente da Casa, Nelson Tadeu Pereira e contará com a presença da McAmiga, ginasta Daniele Hypólito, a coordenadora regional Jamili Rasoul, diretoria da instituição, autoridades, grupos de voluntários como Rotarys e Rotaracts de todo ABC, Rede Feminina de Combate ao Câncer, Lions Clube Santo André Centro e Jardim, UEB-Escoteiros, Moto Clube Bodes do Asfalto, Associação Voluntária de Combate ao Câncer (AVCC), Heróis em Ação, Tartarugas do Bem, entre outros.

A Casa Ronald McDonald ABC somente será beneficiada com a venda do lanche Big Mac (individual ou na promoção) adquirido em um dos 33 restaurantes McDonald’s do ABC e outros 20 de São Paulo - próximos à região.

De acordo Pereira, um bom exemplo do retorno e investimento da verba da campanha é a recém-inaugurada ala de quimioterapia oncopediátrica no Hospital Estadual Mário Covas. "O espaço tem foco na humanização do atendimento e no acolhimento de crianças e adolescentes, em fases de pré e pós-sessões de quimioterapia. A iniciativa contou com investimentos de R$ 700 mil. Para dar andamento em outros projetos é preciso que toda a comunidade se envolva com o McDia Feliz", explica.

Quem ainda não adquiriu os tíquetes antecipados do Big Mac pode obtê-los diretamente pelo telefone (11) 4433-4490, na própria Casa Ronald McDonald ABC (Avenida Príncipe de Gales, 821, em Santo André) ou pelo e-mail: relacionamento@casaronald-abc.org.br .

Petlove lança plataforma de doação de produtos às ONGs

Redação

A Petlove, primeiro petshop online e clube de assinaturas para pets no País, lança a primeira plataforma online de doação de produtos para animais no Brasil. Assim, o espaço virtual conecta pessoas que querem ajudar aos animas com as instituições que cuidam dos pets e precisam de auxílio para se manter. A Petlove será a responsável pelo custo de 100% do frete dos pedidos realizados para as ONGs, independentemente do valor investido ou da instituição selecionada para entrega.

Na plataforma, o cliente realiza o pagamento do produto que será doado e a Petlove realiza a entrega com o frete grátis | Foto: Freepik

Para realizarem as doações, os usuários devem acessar a página www.petlove.com.br/doacoes e selecionar os produtos que desejam oferecer aos pets das ONGs cadastradas. No site, é possível escolher, entre três opções, a instituição que deseja ajudar naquele momento. A plataforma traz também uma lista com sugestões de produtos escolhidos pelas próprias casas de apoio e que os animais mais fazem uso, ou os que eles mais precisam.

Após a escolha, o cliente realiza o pagamento e a Petlove realiza a entrega com o frete grátis. É importante destacar que, apesar de conectar pessoas e instituições a empresa não fornece, em nenhuma etapa do processo, o endereço das ONGs cadastradas. A medida tem como objetivo evitar o abandono dos pets na porta desses locais, prática que é bastante comum (além de ser considerado crime, segundo a legislação vigente).

O veterinário Marcio Waldman, CEO e fundador da Petlove, comenta a iniciativa “Compreendemos que muitas pessoas deixavam de realizar doações por não conhecerem as instituições ou, também, por questões logísticas: ir até o local para realizar a entrega na ONG demanda tempo – algo que as pessoas hoje em dia dificilmente têm sobrando. Por isso, viabilizamos uma alternativa para tornar esse processo mais fácil e eficiente para quem deseja ajudar os peludos. Além deste projeto, continuaremos trabalhando em prol de diversas outras causas, inclusive as que fomentam a adoção de pets. Temos como objetivo criar cada vez mais pontes entre os peludos e as pessoas, sempre buscando garantir o bem-estar, o cuidado e o carinho para com os pets”, afirma.

Moda sustentável é tema de livro voltado ao público infantojuvenil

Redação

Nesta sexta-feira (23), das 18h30 às 21h30, a Livraria da Vila (Rua Fradique Coutinho, 915, Vila Madalena), em São Paulo, sedia o lançamento do livro Alinhavos – o futuro do planeta está no seu guarda-roupa, da editora Panda Books. Escrita pela estilista e consultora de moda Alessandra Ponce Rocha, mãe de dois filhos, a obra é a primeira sobre moda sustentável, lançada no Brasil, dedicada ao público infantojuvenil.

Lançamento do livro ocorre nesta sexta-feira (23), na Livraria da Vila | Imagem: divulgação 

O livro aborda o processo de criação do vestuário e o impacto causado pela indústria da moda no meio ambiente. Os pequenos leitores ficam sabendo, por exemplo, que 2 mil litros de água são gastos na produção de uma camiseta básica e que uma única calça jeans chega a consumir até 11 mil litros do líquido.

Na obra, Alessandra passeia pela história das roupas, incentiva os pequenos a personalizar peças antigas e organizar campanhas de doação e trocas de roupas, estimulando atitudes sustentáveis já na infância.

"Moda e sustentabilidade parecem dois conceitos que não combinam, já que a moda sempre nos dá a ideia de algo passageiro, descartável. Nós só precisamos ser seletivos na hora da escolha. Não podemos esquecer que nossos recursos naturais são esgotáveis e temos que fazer bom uso deles para que as futuras gerações não sofram", destaca a autora.

Como preservar a boa memória

*Por Elie Cheniaux Com o acúmulo de atividades e responsabilidades, além de tecnologias que “pensam por nós”, a boa memória se torna, cada...