sexta-feira, 29 de novembro de 2019

"A Felicidade é Inútil" é o novo livro de Clóvis de Barros Filho

Redação

A foto em preto e branco de um bebê ao lado de um joão-bobo está logo na abertura do livro A Felicidade é Inútil (Citadel Editora), escrito pelo filósofo e professor Clóvis de Barros Filho, e lançado recentemente. O título provocativo é sustentado por um autoquestionamento: para que ser feliz?

Obra tem prefácio escrito pela Monja Coen Roshi | Imagem: divulgação 

Em seu mais novo livro (de quase 30 outros anteriores), Barros Filho se debruça na filosofia de que vale mesmo a pena viver o instante e aproveitá-lo, pois ele em si deve se bastar - não tendo, portanto, uma utilidade, ou um outro fim.

 "Faço aqui uma espécie de defesa da vida. Alguns momentos da existência se bastam e esgotam neles mesmos a sua razão de ser. Passam sem você se dar conta, com uma duração falseada pelo espírito, pois são tão incríveis que você desliga a sensação de passagem do tempo. Nesses momentos é que se tem a sensação que passou rápido demais e poderia durar um pouco mais tempo. Cada segundo da vida que você pensa que poderia durar mais, é um instante de vida perfeitamente inútil, por isso mesmo, extremamente feliz", analisa o filósofo. 

Com pertinente prefácio escrito pela Monja Coen Roshi, o autor, de 54 anos, marca que o livro A Felicidade é Inútil não se propõe a ensinar ninguém a ser feliz, tampouco a viver momentos de felicidade. Explica até mesmo que a palavra "felicidade" no título da publicação é uma isca, então logo na introdução se dispõe a explicar para prevenir quaisquer equívocos de expectativa na entrega de receitas de felicidade.

"O livro busca, por meio de situações muito cotidianas, mostrar o que podemos entender por felicidade e, sobretudo, mostrar que quase sempre essa felicidade está presente em situações de completa inutilidade, isto é, situações que não são entendidas como instrumento para nada, meio para nada, caminho para nada, mas são momentos que, por um mero acaso ou mesmo num cenário planejado, não precisam de mais nada para valer. Elas não dependem de outra para realizar seu valor”, finaliza o autor.

São Bernardo do Campo tem evento sobre o setor de casamentos e festas nesta sexta-feira

Redação

A Chácara & Buffet Recanto dos Sonhos, em São Bernardo do Campo, promove, nesta sexta-feira (29), das 17h30 às 23h, o 14º Workshop dos Sonhoscom o tema  “Motivos para Sorrir”.  Considerado o maior evento voltado às noivas e debutantes da região do ABC, a iniciativa atrai público também da capital paulista, que encontra na ocasião as tendências do mercado, além de fornecedores de peso.

Evento contará com diversas empresas do setor de festas | Foto: Reprodução  

Entre alguns fornecedores confirmados estão: Menina Bombom Doces Finos, Pepper Drinks e Renato´s Style Hair, conforme adianta a especialista em casamentos e diretora da Chácara & Buffet Recanto dos Sonhos, Vânia Figueira. “Teremos muitas novidades, tecnologia e romantismo para surpreender os futuros noivos”, conta Vânia.

Na ocasião, as noivas terão também a chance de receber diversos brindes e concorrer  a mais de 10 prêmios.  Entre eles está o sorteio de R$ 5 mil para ajudar nos custos do casamento, voltado a quem fechar contrato com a Chácara & Buffet Recanto dos Sonhos no dia do evento, além de outros benefícios como, por exemplo, o pacote Dia da noiva ou Day Spa.

A Chácara & Buffet Recanto dos Sonhos fica na Rua José Farhat, 169, Bairro dos Fincos, no Riacho Grande, em  São Bernardo do Campo. Tel.: (11) 4101-7490 | 98057-3407.

Educadora física orienta quem pretende começar a correr

Redação

A proximidade do verão faz com que muitas pessoas voltem a se exercitar. Das diversas modalidades existentes, a corrida é uma das que ganha mais adeptos neste período. Mas, para praticá-la de maneira segura, é preciso tomar alguns cuidados, segundo a educadora física, Thais Nascimento Ghendov Gonçalves dos Santos, que atende pelo GetNinjas. 


Um calçado adequado é um item indispensável para praticar corrida,  porque, além de contribuir com o conforto, previne lesões nas articulações e evita dores nos pés, pernas e coluna | Foto: Freepik
Busque um médico
Antes de pensar em praticar qualquer atividade física, é essencial procurar por um médico e realizar exames periódicos. É muito importante que o corpo esteja preparado, para fazer algo que exige esforço físico.

Fortaleça a musculatura
O segundo passo para começar a correr é fortalecer a musculatura envolvida na atividade. No ambiente das academias de ginástica, há uma diversidade de equipamentos que proporcionam fortalecimento. Porém, há alguns exercícios feitos em casa de forma adaptada que também ajudam a alcançar este objetivo, o agachamento, por exemplo, é um ótimo exercício que pode ser realizado em casa e proporciona esse resultado. 

Pratique exercícios educativos

Somente após o fortalecimento da musculatura, recomenda-se iniciar os exercícios educativos. Eles são chamados de educativos, porque são responsáveis pela melhora de cada movimento da modalidade e também ajudam na postura para a execução da atividade.

“Eles funcionam como uma dança: primeiro, nós pegamos os passos de cada parte da música, depois, treinamos várias vezes cada um deles e, por fim, juntamos tudo para criar a coreografia”, explica Thais.

Um dos principais exercícios educativos de corrida pode ser feito em casa desta maneira: em pé, sincronize perna direita com braço esquerdo e perna esquerda com braço direito. Comece devagar e aumente a velocidade aos poucos até que o movimento torne uma corrida.

Utilize calçados adequados
Um calçado adequado é um item indispensável para praticar corrida, porque, além de contribuir com o conforto, previne lesões nas articulações e evita dores nos pés, pernas e coluna. Além disso, ajuda a ter um rendimento melhor durante a atividade.

Mantenha a regularidade nos treinos
Se exercitar, no mínimo, três vezes por semana é o ideal para alcançar sua meta. Isso inclui exercícios na academia, atividades em casa e corridas na rua. O importante é manter o foco e a frequência das atividades.

Comece devagar e vá progredindo
Comece com pequenas treinos intercalando corrida e caminhada, ou corrida e descanso. Assim, o corpo vai se adaptando à nova rotina e se condicionando. Tente tudo isso na esteira, inicialmente, e, de maneira gradativa, intercale com corrida de rua.

Psicóloga Marli Arruda lança livro sobre gestão de pessoas

Por Vivian Silva

O auditório Locus Business Center, em São Caetano do Sul, sediou o lançamento do livro "Estratégias em Gestão de Pessoas para Colorir seus Negócios” (Editora Nova Literarte) da psicóloga, palestrante e coach paulistana Marli Arruda, em 24 de outubro. A obra é um manual prático, com o objetivo de engajar equipes e fomentar o capital humano

Marli aproveitou a noite de autógrafos do livro, para celebrar 20 anos de carreira, em diversos segmentos | Foto: Daniel Ribeiro

Marli – que é formada há 23 anos em Psicologia - aproveitou a noite de autógrafos do livro, para celebrar duas décadas de experiência em diversos segmentos. Ao longo deste período, ela assessorou gestores na implantação de projetos em gestão de pessoas.

“Para comemorar 20 anos na área, o livro foi uma forma de materializar minhas atividades, e explicar ao mundo corporativo estratégias que já foram validadas e quais seus benefícios para as organizações”, conta a autora.

Já o ABC não foi escolhido por acaso, para sediar o lançamento do livro. “Desenvolvo diversas atividades profissionais na região do ABC. Tive participação ativa e fui uma das pioneiras do grupo BNI (Business Network International) na região de São Caetano do Sul”, comenta Marli.

A obra está à venda pelo portal www.marliarruda.com  e, em breve, pelas plataformas digitais Hotmart e Amazon.

quinta-feira, 28 de novembro de 2019

Sensibilidade dentária: há diversas causas para o problema

Redação

Para quem sofre de hipersensibilidade dentinária, ou sensibilidade nos dentes, a simples ingestão de alimentos ou bebidas quentes e frias, ou mesmo escovar os dentes se torna um desafio, pois pode causar sensibilidade dolorosa.

Enxerto gengival, selamento dos túbulos dentinários e laserterapia estão entre os tratamentos disponíveis para o problema, segundo a cirurgiã dentista,  Daniela Yano | Foto: divulgação

A sensibilidade nos dentes é um problema que afeta 57% da população adulta e acontece quando a dentina (camada interna que envolve o nervo do dente) fica exposta, ou por ausência do esmalte (camada superficial do dente) ou por retração gengival, expondo também a raiz do dente. A dentina é um tecido mais poroso que o esmalte e possui microtúbulos, que quando estimulados por mudanças de temperatura ou determinados alimentos, são capazes de conduzir sensibilidade dolorosa ao nervo do dente (a polpa dentária).

Quando a gengiva é agredida pela ação das bactérias (ou seja, não há boa higienização na região), ou pela escovação realizada com muita força e/ou utilizando cerdas duras, ela inflama e se retrai expondo a raiz do dente, bem como a dentina. Este quadro é conhecido como retração gengival e pode tornar os dentes sensíveis.

A exposição dentinária acontece quando o dente perde a sua camada protetora, e a sua causa pode ser por uma dieta ácida (ingestão frequente de refrigerantes ou frutas cítricas) ou refluxo gástrico, o que altera o pH bucal e pode destruir essa camada superficial; pelo bruxismo (ato de ranger os dentes durante o sono) ou apertamento dentário que levam ao desgaste; pela má oclusão dentária, que pode sobrecarregar um ou mais dentes, causando microtrincas; ou ainda a quebra de uma restauração ou fratura do próprio dente.

Existe também o quadro de sensibilidade dentinária temporária, que pode ocorrer após a realização do clareamento dental. Nestes casos, ela pode aparecer ainda durante o procedimento e desaparece em pouco tempo.

Tratamentos para dentes sensíveis
Segundo a cirurgiã dentista,  Daniela Yano, há vários tratamentos, conforme a causa.  "É de extrema importância identificar a causa da sensibilidade e o melhor procedimento indicado para cada caso. Para isso, é necessária a avaliação com um cirurgião dentista, onde será realizado um exame clínico e uma investigação da etiologia. É importante que se realize também a orientação sobre a higiene bucal, juntamente,, com o uso da escova e pasta de dente ideal, de acordo com a necessidade".

Em alguns casos, é possível revestir a região exposta com material restaurador ou ainda com enxerto gengival, promovendo a proteção da dentina. A associação do uso de um enxaguante com flúor pode ser necessária, a substância reforça os prismas de esmalte “fortalecendo” o dente. Atualmente, é possível promover o selamento dos túbulos dentinários através da laserterapia, um tratamento com diversas propriedades terapêuticas e muito eficaz no controle da sensibilidade dental.

Pagamento da pensão alimentícia deve continuar após maioridade

Redação

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) negou habeas corpus a um pai que havia parado de pagar pensão alimentícia para a filha, alegando que não tinha mais essa obrigação, após a menina completar 18 anos. Segundo o ministro Moura Ribeiro, da 3ª turma do STJ, o pedido dele foi negado pois “o simples fato de a exequente ser maior de idade e possuir, em tese, capacidade de promover o próprio sustento não é suficiente para a concessão da ordem, considerando a inexistência de prova pré-constituída de que ela não necessita dos alimentos ou de que tem condições de prover a própria subsistência sem a prestação alimentar".

Mesmo após os 24 anos ou a conclusão do ensino superior - os dois critérios usados como “teto” pelo STJ, segundo a advogada Silvia Marzagão - é necessário abrir uma nova ação judicial, para suspender o pagamento de pensão | Foto: Freepik

No caso acima relatado, a filha entrou com uma ação pedindo a prisão do progenitor por não pagamento da pensão. O pai então entrou com o pedido de habeas corpus, alegando que não teria mais, porque arcar com o valor já que a filha havia chegado à maioridade.

A decisão não surpreende especialistas e juristas que trabalham com questões familiares. Segundo a advogada Silvia Marzagão, do escritório Silvia Felipe e Eleonora Mattos Advogadas, o entendimento da Justiça Brasileira é de que, mesmo com o dependente maior de idade, o pagamento não pode ser suspenso automaticamente.

“Até os 18 anos você presume as necessidades do filho, pai e mãe são responsáveis por manter o sustento, porque trata-se de um menor de idade. Dessa idade até os 24 ou a conclusão de um curso superior, que é o que o STJ estabelece, é que essas necessidades precisam ser provadas. De qualquer forma, o pagador da pensão não pode automaticamente deixar de pagar. Ele precisa promover uma ação judicial nova e nela mostrar que quem recebe tem condição de suprir pelo seu próprio sustento”, explica Silvia.

Até porque, comenta a advogada, é necessário que ambas as partes possam provar suas necessidades: tanto quem paga como quem recebe. Na decisão, o STJ se posiciona da mesma forma. Segundo a Súmula 358 da casa, “o cancelamento de pensão alimentícia de filho que atingiu a maioridade está sujeito à decisão judicial, mediante contraditório, ainda que nos próprios autos”.

Mesmo após os 24 anos ou a conclusão do ensino superior (os dois critérios usados como “teto” pelo STJ, segundo Silvia), é necessário abrir uma nova ação judicial para suspender o pagamento de pensão. “Nunca poderá ser simplesmente cortada, interrompida. Em qualquer caso, seja ao atingir a maioridade ou terminar a faculdade, é preciso entrar com ação judicial”, enfatiza a especialista.

Após essas condições o pagamento é suspenso, apenas em casos específicos, como filhos com algum tipo de deficiência, por exemplo, é que a pensão continua sendo paga.

Por que o mundo da fama vive surto de depressão e ansiedade?

*Por Bruno Vieira 

A depressão, doença psiquiátrica crônica ligada ao desequilíbrio de substâncias no cérebro e outras condições de saúde mental, é resultado de uma complexa interação de fatores sociais, psicológicos e biológicos. Afetando 322 milhões de pessoas no mundo, segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), é a doença que mais mata no mundo. Em 2015, 788 mil pessoas morreram por suicídio - quase 1,5% de todas as mortes entre jovens de 15 a 29 anos, tornando-se a segunda maior causa de morte no ano.

De acordo com o estudo "Depressão, suicídio e tabu no Brasil: um novo olhar sobre a Saúde Mental", do Ibope Conect, 30% dos entrevistados do sexo masculino acreditam que a depressão está relacionada à falta de fé ou não sabem avaliar se isso é verdade, enquanto apenas 17% das mulheres pensam da mesma forma | Foto: Freepik

Mas, como vivem essas pessoas e o que tem causado esta doença?

Rotinas exaustivas de trabalho, exposições excessivas nas redes sociais, cobranças, frustrações e relacionamentos são alguns dos fatores principais que causam o esgotamento emocional. Recentemente, pudemos acompanhar na imprensa casos como do comediante Whindersson Nunes, das cantoras Paula Fernandes, Wanessa Camargo e Anitta, celebridades como Dani Russo e até mesmo de jogadores de futebol como Thiago Ribeiro, Nilmar e Ronaldo Fenômeno que se declararam com depressão.

De acordo com o estudo "Depressão, suicídio e tabu no Brasil: um novo olhar sobre a Saúde Mental", realizado com 2 mil brasileiros, pelo Ibope Conect, 30% dos entrevistados do sexo masculino acreditam que a depressão está relacionada à falta de fé ou não sabem avaliar se isso é verdade, enquanto apenas 17% das mulheres pensam da mesma forma. Mais de 55% desses homens pensam que atitudes positivas e alegria de viver são suficientes para enfrentar a chateação. Esse tipo de pensamento pode demonstrar o motivo pelo qual tantas celebridades promovem, constantemente, festas e shows sempre cercados de muitos convidados, muitas vezes, para mascarar a doença, não a enfrentando como um problema real.

Porém, é preciso diferenciar o estresse, algo que estamos expostos o tempo todo, da ansiedade e da depressão. Para se ter uma ideia, o Brasil já é recordista mundial em prevalência de transtornos de ansiedade: 9,3% da população sofre com o problema - ao todo, são 18,6 milhões de pessoas. Ainda de acordo com a OMS, em 2016, 75,3 mil trabalhadores brasileiros foram afastados do emprego por depressão, representando 37,8% de todas as licenças por transtornos mentais e comportamentais em 2016.

No mundo dos famosos e do esporte de alto rendimento, como o futebol, quanto mais em evidência está a pessoa, maior é sua exposição e vulnerabilidade para lidar com emoções, frustrações e cobranças. Mesmo com tantos sinais, o depressivo passa despercebido aos olhos de quem está próximo, principalmente quando seus perfis das redes sociais só mostram fotos de momentos de celebração do sucesso e alegria.

A falta de informação e excesso de críticas sobre os sintomas faz com que a pessoa deprimida não procure ajuda, agravando a situação e impactando, ainda mais, na carreira. No caso dos jogadores, por exemplo, ter o acompanhamento de um psicólogo é fundamental, até mesmo, para o resultado em campo.

Precisamos, urgentemente, acabar o tabu de que depressão é sinônimo de fraqueza ou “frescura”. A Psicologia busca recursos para compreender o ser humano, seja em seus comportamentos, pensamentos ou emoções, tornando-se essencial para o convívio.

*Bruno Vieira é psicólogo, com  especialização em Psicologia e Desempenho Esportivo pelo FC Barcelona. 

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

Cirurgião vascular Caio Focássio recomenda algumas atitudes para prevenir as varizes

Redação

Além da questão estética, os "vasinhos" são responsáveis por pressões e dores nas pernas. A culpa, na maioria dos casos, acaba ficando para a hereditariedade,  mas existem diversas formas para driblar os problemas dos antepassados e prevenir as varizes. O cirurgião vascular Caio Focássio, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Vascular, listou as dez principais dicas para quem deseja manter as pernas longe do problema.

Ficar com as pernas levemente elevadas auxilia no retorno venoso | Foto: Freepik

Use salto alto só quando precisar dele
O problema não é o salto, mas sim ficar longos períodos com esse calçado nos pés. "Ir e voltar do trabalho com uma sapatilha, por exemplo, e só calçá-lo enquanto trabalha já ajuda na prevenção das varizes", comenta Focássio.

Corra! 
A atividade física, principalmente a aeróbica (como corrida e caminhada), é extremamente recomendada para manter-se longe das varizes. Isso porque o exercício ajuda na circulação.

Cuidado com a pílula anticoncepcional 
Antes de começar o tratamento é importante a mulher consultar o médico. Já que pílulas a base de estrogênio podem contribuir com a distensão venosa e, consequentemente, aumentar o risco de doenças como, por exemplo, o aparecimento de varizes e trombose.

Movimente-se ao longo do dia 
Ficar na mesma posição durante muito tempo prejudica o retorno venoso nas pernas. A cada uma ou duas horas, levante e ande um pouco, para ajudar o sangue fluir melhor e não ficar "estacionado" nas veias.

Deite, às vezes, com as pernas levemente elevadas 
Não precisa ser necessariamente todo dia. Isso faz com que melhore o retorno venoso, fazendo com que a circulação da perna seja beneficiada.

Evite o excesso de peso 
O acúmulo de gordura é um fator de risco para varizes. Manter o peso ideal é essencial, não só para evitar as varizes, mas também para manter a saúde em dia.

Não fume 
O tabagismo, além de comprometer todo o organismo, aumenta a viscosidade sanguínea que é um dos responsáveis pela trombose venosa e tromboflebites, que em futuro próximo podem gerar varizes.

Cuidado com os excessos na musculação 
Aparentemente em um treino de hipertrofia com excesso de carga pode causar a hipertensão venosa. Por isso, o ideal, para prevenir as varizes, é usar pouca carga com mais repetições.

Meias de compressão 
As meias elásticas ajudam muito no retorno venoso da grande maioria da população que não tem contraindicação, procure o médico para prescrever a meia correta e previna-se das indesejáveis varizes.

Aposte na drenagem linfática 
A drenagem ativa a circulação linfática, além de ser é ótima para o tratamento do edema e melhorar a textura da pele.

Especialista fala sobre a importância das relações sociais na terceira idade

Redação

De fato, as relações sociais são importantes em qualquer época da vida. No entanto, na terceira idade, essa relação pode influenciar diretamente no estado mental e físico do idoso, o que pode ser um fator negativo ou positivo para a qualidade de vida. Muitas pessoas experimentam a depressão e a solidão na velhice, segundo a gerontóloga e gestora da Onix Gestão do Cuidado, Jullyanne Marques.

Atividades em conjunto, que estimulem a atenção e a memória, podem ser ótimas opções para o entrosamento e convívio social dos idosos | Foto: Freepik

“Isso é consequência da falta de laços familiares e até de amizades, resultando no isolamento social por parte do próprio idoso”, explica Jullyanne.

A saúde neurológica dos idosos necessita de uma atenção redobrada, porque além de tudo, o envelhecimento também está associado a algumas doenças neurodegenerativas, como Parkinson e Alzheimer e, sem dúvidas, ficar em casa sem convívio social e rede de apoio pode acabar estimulando o isolamento social do idosos.

Então, a gerontóloga alerta para estas situações. “É importante que os membros da família observem se o idoso está menos participativo, e não considerem isso um fator comum da velhice e do envelhecimento”.

Segundo a especialista, atividades em conjunto que estimulem a atenção e a memória, podem ser ótimas opções para o entrosamento e convívio social do idoso como, por exemplo, jogos de baralho, xadrez, dominó, saídas para parques, teatros, restaurantes, tais atividades podem promover qualidade de vida e são espaços para fortalecer a intergeracionalidade.

Férias na terceira idade
Além disso, conhecer culturas diferentes e paisagens pelo mundo é uma ótima forma de aproveitar a aposentadoria e reavivar lembranças. Porém, existem detalhes e cuidados específicos para esse público, que tornam a viagem mais segura e com maior qualidade.

“Dentre as dicas, podemos citar viagens em grupo, que cabem perfeitamente na questão da vida social, roteiros com ritmos mais tranquilos, escolha certa dos lugares, contratar um guia turístico, não esquecer de fazer um check-list de medicamentos de rotina e também que podem ser necessários e a escolha de um meio de transporte adequado e seguro”, finaliza Jullyanne.

Empreendedor Benício Filho lança livro neste sábado em Santo André

Redação

O Shopping ABC, em Santo André, sedia neste sábado (30), a partir das 14h, o lançamento do livro “Vidas Ressignificadas – Uma Jornada em Compostela” (ABC Com Editora), do palestrante e empreendedor Benício  José de Oliveira Filho, que é docente de Empreendedorismo do Instituto Mauá de Tecnologia, além de ser colunista da revista Negócios em Movimento.

Livro "Vidas Ressignificadas" será lançado no Shopping ABC, a partir das 14h | Imagem: reprodução 

A obra - que é a primeira de Oliveira Filho - surgiu após uma viagem de autoconhecimento a Santiago de Compostela (Espanha), em 2016, na qual ele questionou a própria experiência como líder.

 “Quando iniciei minha jornada em Santiago de Compostela, eu estava com mais oito pessoas. No início, eu achava que estava liderando-as. Foi somente ao longo da jornada que eu me dei conta de que não sabia o real significado da palavra liderar até perceber o quanto eu tinha que me doar a essas pessoas, fazer parte do universo delas, de modo a viver a mesma dinâmica, a mesma realidade, os mesmos sentimentos”, conta o autor.

Para Oliveira Filho - que possui formação em Eletrônica, Teologia e MBA em Gestão Estratégica e Econômica de Negócios pela Fundação Getulio Vargas (FGV) – o diálogo entre empreendedorismo e autoconhecimento é fundamental para a ressignificação da vida. “Em outras palavras, empreender é, acima de tudo, transformar. Não apenas ideias em dinheiro, mas, principalmente, transformar vidas”, sintetiza o escritor.

Com isso, o autor pretende em “Vidas Ressignificadas - Uma Jornada em Compostela” mostrar diretrizes para  mudar o mundo caótico, no qual vivemos, e transformar vidas.

O lançamento do livro será no Clube ABC Gourmet do Shopping ABC, que fica na Avenida Pereira Barreto, 42, na Vila Gilda, em Santo André.

terça-feira, 26 de novembro de 2019

Alunos criam livros e participam de sessão de autógrafos em Santo André

Redação

Para incentivar não só a prática da leitura entre os pequenos, mas também a escrita, o Colégio Piaget, em parceria com a Estante Mágica, maior projeto de incentivo à leitura do Brasil,  decidiu criar uma ação onde os alunos escreveram os próprios livros e, posteriormente, puderam conferir o resultado devidamente impresso. O resultado destas publicações terá “noite de autógrafos” nesta quarta (27) e sexta-feira (29), às 19hrs, na livraria Saraiva do Shopping ABC (Avenida Pereira Barreto, 42, na Vila Gilda), em Santo André, SP.

“Sessão de autógrafos” será nesta quarta (27) e sexta-feira (29), às 19hrs, na livraria Saraiva do Shopping ABC  | Foto: divulgação 

O cronograma para o lançamento dos livros funcionou da seguinte maneira, primeiro, os alunos escreverem e ilustrarem o livro com o apoio dos professores para, em seguida, transformá-lo em e-book. Os responsáveis também participaram do projeto escrevendo uma biografia sobre a criança.

A diretora pedagógica do colégio Piaget, Lilian Cavalaro, comenta o processo de concepção do projeto. “Queremos resgatar o hábito da leitura e mostrar para as crianças, através de uma experiência incrível e que foge daquelas tão utilizadas pelas escolas tradicionais, a importância do livro. Ao fazer parte de todo o processo criativo, a criança acaba criando interesse por esse universo de uma forma orgânica”, avalia Lilian.

O projeto resultou na produção de 966 livros, de alunos do 2º ao 5º ano do fundamental I. 

Pinacoteca divulga programação de 2020

Redação

Em 2020, a Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, dedica sua programação a pensar as relações entre arte e espaço urbano. Com isso, o museu pretende examinar a produção artística em sua conexão com esse espaço, a partir de onze mostras e uma programação paralela.

Obra de “OsGemeos”, que integra a retrospectiva da dupla, acontecerá de 28 de março a 03 de agosto de 2020 | Foto: divulgação 

Se, na época moderna, o fenômeno artístico tem a cidade como seu lugar de existência, pensar a arte é pensar sua inscrição na urbanidade. Neste sentido, a Pinacoteca apresenta, no primeiro semestre na Pina Luz, “Os Gemeos: Segredos”, primeira mostra panorâmica no Brasil da dupla de artistas, que teve a cidade como objeto de estudo, desde o início de sua produção, no final da década de 1980.

O modo de vida marcado pela sociedade urbana de consumo, bem como o compromisso dos artistas com as políticas culturais de raça, gênero e sexualidade serão aspectos contemplados em “Refiguring American Art 1913-1993” (ainda sem título em português), uma nova parceria entre o museu e a Terra Foundation, que trará trabalhos de mestres norte-americanos incluindo Edward Hopper, Horace Pippin, Jacob Lawrence, Cindy Sherman, Barbara Kruger, Andy Warhol, Philip Guston, entre outros.

Outro destaque da programação será a reformulação da exposição de longa duração com obras do acervo da Pinacoteca, em cartaz desde 2011 no primeiro e segundo andares da Pina Luz.

O diretor geral da Pinacoteca, Jochen Volz, explica a nova programação: “Com essa nova montagem, esperamos trazer para o público uma nova abordagem do acervo e da história da arte brasileira. Algumas lacunas nas narrativas dominantes, como a sub-representação de artistas mulheres, afro brasileiros e indígenas, serão tematizadas na nova exposição. Além disso, abandonaremos a narrativa cronológica e linear da história da arte para um percurso mais dinâmico, misturando tempos, suportes e linguagens”, comenta Volz.

A produção de arte contemporânea indígena será tema ainda de uma mostra coletiva, com curadoria da pesquisadora indígena Naine Terena, ativista da cultura indígena e uma das principais responsáveis pela visibilidade da produção artística indígena no Brasil. Composta de pinturas, vídeos, fotografias e instalações e performances, a mostra se engaja na reflexão dessa produção contemporânea, buscando afirmar a atualidade e vitalidade das culturas indígenas e abrir espaço ao seu protagonismo dentro do museu.

O museu dá continuidade ao programa de exposições monográficas, que visam a revisão das carreiras de artistas brasileiros, como a do brasileiro Hudnilson Jr (1957-2013), que terá sua obra revista, a partir de um importante conjunto de obras recentemente doado pela família do artista à Pinacoteca. Também do carioca José Damasceno (1968), que desenvolve seu trabalho com escultura e instalação desde o fim da década de 1980, partindo do deslocamento e do estranhamento para conceber perspectivas móveis a respeito daquilo que se representa; e da pioneira da vídeoarte e da performance norte-americana Joan Jonas (1936). O Octógono, tradicional espaço do museu para projetos comissionados site-specific, receberá propostas de André Komatsu (1978) e de Lais Myrrha (1974).

Paralelamente às exposições, o museu dá prosseguimento, em 2020, a projetos já tradicionais como os cursos de História da Arte, o Música na Pina e o Dança na Pina e, em 13 de agosto, haverá a comemoração dos 115 anos do museu com a festa de gala Pinaball, cuja primeira edição aconteceu em 2015, por ocasião dos 110 anos do museu. 

Agenda 2020 de exposições: 

· Hudnilson Jr.
15/03 - 17/08 - Edifício Pina Estação

· OSGEMEOS, Segredos
28/03 - 03/08 - Edifício Pina Luz

· Joan Jonas
09/05 - 12/10 - Edifício Pina Estação

· Reabertura da exposição de longa duração do acervo
Julho - Edifício Pina Luz

· Arte Contemporânea Indígena
04/07 - 28/09 - Edifício Pina Luz

· Refiguring American Art 1913-1993
29/08/2020 - 01/02/21 - Edifício Pina Luz

· André Komatsu
29/08 - 09/11 - Edifício Pina Luz

· Fayga Ostrower
12/09/2020 - 22/02/2021 - Edifício Pina Estação

· Belmiro de Almeida & Rodolfo Amoedo
24/10/2020 - 28/02/2021 - Edifício Pina Luz

· José Damasceno
07/11/2020 - 19/04/2021 - Edifício Pina Estação

· Lais Myrrha
05/12/2020 - 02/05/2021 - Edifício Pina Luz

O Edifício Pina Luz fica na Praça da Luz, 2, em São Paulo. Já o Edifício Pina Estação fica no Largo General Osório, 66, em São Paulo. Em ambos locais, visitação de quarta a segunda-feira, das 10h às 17h30, com permanência até às 18h.

Especialista recomenda algumas atitudes para potencializar o descanso durante o sono

Redação

Dormir afeta diretamente o bem-estar físico e mental de qualquer pessoa. Uma boa noite de sono é tão importante para a manutenção da saúde, quanto fazer atividades físicas e ter uma alimentação equilibrada. A consultora do sono da Duoflex, Renata Federighi, comenta que para manter a saúde em dia e acordar com disposição é necessário que o corpo descanse o suficiente e, principalmente, que o repouso da noite seja de qualidade.


Mas, para algumas pessoas o merecido descanso parece ser um objetivo impossível de alcançar o que é preocupante já que a curto prazo a privação do sono pode causar falta de energia, queda de produtividade, problemas emocionais e atrapalhar o processo de regulação de hormônios que acontecem durante o repouso.

Já a longo prazo, pode aumentar o risco de doenças como obesidade, diabetes, colesterol alto, hipertensão e, até mesmo, perda crônica da memória. Porém, ficar as 8 horas recomendadas na cama não garante que o descanso terá um impacto positivo no seu dia. A qualidade do descanso depende de outros fatores, como hábitos e opções de estilo de vida.

"Mais importante que a quantidade de horas dormidas é a qualidade do sono, que precisa passar por todos os estágios necessários, para a recuperação das energias", explica Renata, que comenta abaixo algumas dicas para manter o sono em dia e maximizar a qualidade das horas dormidas.

Sincronize o seu relógio interno 
De acordo com a consultora, todos nós possuímos um relógio biológico interno que sofre influência, de acordo com a variação da luz. Mais precisamente, pelo nascer e o pôr do sol. Por isso, dormimos à noite. Mas os "relógios" de algumas pessoas são mais atrasados do que outros. "Entrar em sincronia com o ritmo circadiano é uma excelente estratégia para otimizar o sono. Manter um horário regular para dormir, vai trazer um repouso revigorante, mais do que dormir a mesma quantidade de horas em momentos diferentes do dia", explica Renata.

Para sincronizar esse "relógio" o ideal é sempre dormir e acordar no mesmo horário, mesmo nos finais de semana, estabeleça uma rotina para o seu sono e nada de cochilar mais do que 20 minutos durante o dia.

Hábitos alimentares 
Também é importante evitar o consumo de alimentos gordurosos e bebidas estimulantes, principalmente nas horas que antecedem a repouso. "Durante o dia se atente ao consumo de cafeína. Ela é uma substância estimulante do sistema nervoso central. Em doses moderadas produz ótimo rendimento físico e intelectual, com aumento da capacidade de concentração e agilidade nos estímulos sensoriais. Por outro lado, doses elevadas podem causar ansiedade, nervosismo, tremores musculares, taquicardia, zumbido e aumento do estado de vigília, comprometendo o sono. Além disso, o café age no organismo até oito horas depois do consumo", alerta.

Comer muito durante a noite também atrapalha a qualidade do sono. O ideal é jantar cedo e evitar uma alimentação pesada em até duas horas antes de dormir. Alimentos condimentados ou ácidos podem causar problemas estomacais e azia, o que pode prejudicar também o sono.

Faça exercícios diários, mas no horário certo 
As pessoas que se exercitam regularmente dormem melhor à noite, e se sentem menos sonolentas durante o dia. A atividade física ajuda a melhorar os sintomas de insônia, além de aumenta a quantidade de tempo nas fases profundas e restauradoras do sono.

Para aproveitar todos os benefícios do exercício e dormir melhor, o ideal é programa-los. "Atividades físicas aceleram o metabolismo, elevam a temperatura corporal e estimulam hormônios como o cortisol. Por esses motivos tente terminar os treinamentos pelo menos três horas antes de dormir", explica a consultora.

Prepare o quarto para dormir 
Deixar o ambiente silencioso e bem escuro é uma estratégia perfeita para que seu corpo consiga entrar em um sono profundo e restaurador. Portanto, luzes baixas e nada de eletrônicos nos minutos que antecedem a hora de dormir. O excesso de iluminação passa a mensagem de que cérebro precisa permanecer alerta, comprometendo a qualidade do descanso e o despertar no dia seguinte.

Controle sua exposição a luz 
A luz influência diretamente na produção da melatonina, um hormônio que ajuda a regular o ciclo sono-vigília. A luz durante o dia, vai ajudar o despertar, fazendo o corpo entender que é hora de acordar. "O ser humano está programado para se sentir revigorado na presença de uma iluminação clara, particularmente na luz natural, portanto, abra as cortinas e deixe a luz do sol invadir o quarto assim que você sair da cama", comenta Renata.

Durante a noite a luz deve ser evitada. "O indicado é reduzir a intensidade da luz por um período de, no mínimo, 30 minutos ante de dormir, e se possível evitar levar o aparelho para próximo da cama", ressalta a especialista.

Travesseiro e colchão 
Uma dica valiosa para garantir noites confortáveis e bem dormidas é escolher um travesseiro que se adeque a você. "Confira o conforto e veja se está de acordo com o seu biótipo, para garantir o preenchimento completo do espaço existente entre a cabeça e o colchão e o consequente alinhamento postural. Escolher um bom colchão também é essencial para que você durma bem e acorde com mais facilidade e disposição pela manhã", finaliza a consultora do sono.

Liberação miofascial faz mudanças profundas na musculatura

*Por Gislaine Milena Marton 

Atletas - profissionais ou não - que treinam intensamente, pessoas com desvios posturais, problemas na musculatura ou mesmo dores causadas pelo estresse podem se beneficiar com a liberação miofascial. A técnica consiste em uma massagem que aplica pressão em alguns pontos do corpo, eliminando os pequenos nódulos e cordões de tensão. Isso relaxa e alonga os músculos, promovendo maior liberdade e deslizamento entre eles e a fáscia, tecido esbranquiçado e altamente elástico que os recobre.

Segundo a fisioterapeuta Gislaine, a liberação miofascial provoca uma "dor boa" | Foto: reprodução 

Quando a dor surge em pontos específicos, limitando os movimentos nas articulações, muitas vezes se trata da fáscia tensionada que faz um "garrote" no músculo de áreas como pernas, glúteos, braços, ombros, costas e até no diafragma. Com a liberação da tensão, o "lixo orgânico" acumulado é eliminado, e um oxigênio novo repleto de nutrientes chega a região afetada, aliviando as dores, liberando movimentos antes restritos e realinhando o corpo.

A liberação miofascial tem esse nome devido a junção de mio (músculo) e fáscia (tecido conjuntivo) e é aplicada de duas maneiras: a manual, que envolve somente técnicas como fricção, deslizamento, compressão, alongamento, percussão e vibração; e uma segunda que conta com instrumentos, como rollers e bolas massageadoras que aliviam a carga sobre a mão do terapeuta e também para alcançar áreas que a mão não alcançaria.

Você pode até se perguntar se dói, mas acredite: a pressão feita no ponto causa uma "dor boa", isso porque ela acaba com aquela ruim causada por tensões musculares, te ajudando a viver melhor. Além disso, aumenta a flexibilidade, melhora a circulação, amplia o raio de ação dos músculos, libera articulações "travadas" e com a amplitude de movimento reduzidos, evitando, assim, as lesões por esforço repetitivo. Ajuda, inclusive, no tratamento de enxaqueca.

Por isso, embora essa técnica já seja bem difundida no meio esportivo, vale destacar sua importância para pessoas de qualquer idade que queiram se livrar das dores e desconfortos, melhorar postura e saúde no geral.

*Gislaine Milena Marton é fisioterapeuta e proprietária da clínica Quality Fisio & Pilates.

segunda-feira, 25 de novembro de 2019

Reprovação escolar: especialista orienta como os pais devem agir

Redação

Cerca de 3,5 milhões de alunos reprovaram ou abandonaram a escola em 2018, segundo a Unicef. O estudo, divulgado recentemente em parceria do Instituto Claro, analisou o Censo Escolar 2018 e mostrou que esse número reflete a realidade, principalmente, dos últimos anos da educação básica, no ensino médio. Saber como lidar com a notícia de repetência escolar do filho não é uma tarefa fácil e exige atenção dos pais, para a tomada de decisão que diz respeito ao próximo ano letivo.

Entender o que levou à reprovação mostra o que faltou no ensino e na aprendizagem do aluno, no decorrer do ano e, dependendo da razão, a postura da família deve ser diferente | Foto: divulgação 

Para a educadora e diretora do Programa Semente, Tania Fontolan, a repetência escolar é o resultado final de um processo que aconteceu durante todo o ano, e o primeiro passo após a notícia é analisar qual a razão que levou à reprovação. “Foi uma dificuldade de aprendizagem? Foi uma incompatibilidade entre determinadas características cognitivas desse aluno e o modelo de ensino da escola? Foi o resultado de um processo de pouca dedicação? ”, questiona.

Entender o que levou à reprovação mostra o que faltou no ensino e na aprendizagem do aluno no decorrer do ano e, dependendo da razão, a postura da família deve ser diferente. “Se o aluno se dedicou, mas obteve notas ruins, a razão pode ter sido dificuldades reais de aprendizagem. Neste caso, vale pedir uma reconsideração na escola pensando no próximo ano como uma nova oportunidade.  Se a reprovação for por conta da incompatibilidade cognitiva entre aluno e escola, a sugestão é mudar de instituição. Se a razão for falta de dedicação, os pais precisam tentar mostrar como más decisões, não estudar, por exemplo, têm consequências”, ressalta Tania.

O ideal é que os pais saibam cobrar esforço e empenho do filho, e não resultado, porque ninguém é bom em tudo o que faz, mas com dedicação e perseverança, é possível ir bem em matérias, que o aluno não tem tanta familiaridade.

A persistência é uma das habilidades ensinadas no Programa Semente. Ao aprender como ter foco, os alunos adquirem mais autonomia e consciência sobre o esforço para alcançar os objetivos.

Meninos reprovam mais 
Quando se trata dos meninos, por exemplo, a atenção deve ser ainda maior. De acordo com a pesquisa do Unicef, os meninos têm 64% mais chance de repetirem de ano do que meninas. Segundo Tania, as meninas amadurecem mais cedo cognitivamente e neurologicamente e isso reflete em sua autopercepção e exteriorização dos medos e dificuldades. Por isso, elas pedem ajuda com mais facilidade.  Já os meninos, geralmente, apresentam mais dificuldade em falar sobre suas próprias emoções, o que, às vezes, gera uma barreira para que ele consiga externar suas dificuldades.

“As meninas desenvolvem a perseverança de um jeito mais responsável e antes dos meninos; além disso, há um pensamento de que se o menino for focado e centrado, ele será o ‘bobo’, o ‘nerd’. Então, por vezes, considera-se mais natural que ele ‘bagunce’, que jogue futebol e vá bem nos esportes e não se empenhe nas disciplinas obrigatórias na escola, esse pensamento cultural precisa ser mudado”, conclui Tania.

Fios de sustentação prometem efeito “lifting” no rosto

Redação

Com o passar dos anos, o envelhecimento natural da pele causa alguns efeitos indesejados, que são refletidos especialmente no rosto, como o aumento da flacidez, formação de rugas e linhas de expressão. Muitas pessoas se sentem incomodadas com essas mudanças e buscam soluções menos invasivas, pois querem evitar as cirurgias plásticas. Uma alternativa que está em alta é a aplicação de fios de sustentação.

O resultado da colocação dos fios de sustentação dura, em média, de um ano a um ano e meio | Foto: divulgação 

Esses fios têm a função de tracionar e levantar a pele, o chamado efeito lifting, além de estimular a formação de colágeno. Produzidos com o material biodegradável PDO (polidioxanona), os filamentos são espiculados - com pequenas garras ao longo de sua extensão -, o que proporciona a fixação na pele e, consequentemente, a tração. O colágeno é estimulado, a partir da formação de fibroblastos e tem como objetivo tonificar a derme. A quantidade utilizada varia de três a oito fios, de acordo com as necessidades individuais, segundo a sócia-fundadora da Royal Face, Andrezza Fusaro.

“O processo é minimamente invasivo, sem a necessidade de intervenção cirúrgica, por isso o tratamento tem sido muito procurado. É aplicada anestesia local e utilizada uma microcânula, que faz furinhos no rosto do paciente, para inserir os filamentos. O procedimento dura, em média, 30 minutos”, explica Andrezza.

De acordo com a especialista, após a colocação dos fios, o paciente pode voltar à sua rotina, não é necessário repouso, mas deve tomar alguns cuidados. “Especialmente na primeira semana, deve-se evitar movimentos faciais de tração, como abrir muito a boca; massagear a pele; fumar; exagerar na prática de exercícios físicos; e se deitar com o rosto apoiado no travesseiro, pressionando os fios. É preciso manter a higienização da pele em dia, para evitar infecção local. Eventualmente, se o paciente tiver dor em excesso, podem ser indicados analgésicos por um profissional habilitado”, complementa Andrezza.

Assim como todos os procedimentos estéticos, existem algumas contraindicações para os fios de sustentação, sendo as principais: gestante, lactante, diabéticos e hipertensos descompensados, pessoas portadoras de doenças autoimunes, infecções na região da aplicação, neoplasias e uso contínuo de anticoagulantes.

Para saber mais sobre os fios de sustentação, a especialista comenta abaixo mitos e verdades em relação ao procedimento.

Mitos 

Pode ser feito em qualquer idade: a técnica dos fios com garra é indicada para pessoas que apresentam alguns sinais de envelhecimento e flacidez da pele, o que geralmente ocorre a partir dos 30 anos. Para pessoas mais jovens, acima dos 18 anos de idade, pode ser iniciada a prevenção, com a aplicação de fios lisos e parafusos (espirais), apenas para estímulo de colágeno.

Tem resultado permanente: como os fios de sustentação são absorvíveis pela pele, o efeito dura de um ano a um ano e meio. Após esse período, eles podem ser colocados novamente.

Causa um efeito “fake”: logo após a aplicação dos fios, são percebidas pequenas mudanças, como uma pequena elevação da pele. Os resultados aparecem de forma gradativa, de acordo com a absorção dos fios pela derme. O efeito final do tratamento pode levar cerca de três meses para aparecer, mas sem esticar a pele como no caso de uma cirurgia plástica.

O procedimento deixa cicatriz: não, a aplicação é simples, sem a necessidade de cortes, e feita por meio de uma microcânula que faz furinhos no rosto do paciente, para inserir os filamentos. Se o procedimento for realizado por um profissional habilitado e com produtos de alta qualidade, raramente haverá alguma complicação.

Verdades

Sem interrupção da rotina diária: não é necessário um período de repouso para recuperação, como no caso de cirurgias plásticas, que são invasivas. Entretanto, alguns cuidados precisam ser tomados, como evitar esforço excessivo e tratamentos de pele, nas primeiras semanas.

Os fios remodelam o rosto: sim, os fios de sustentação proporcionam um levantamento sutil da pele flácida, devido à tração, remodelando naturalmente o rosto. A liberação de colágeno ainda retarda o aparecimento de rugas e linhas de expressão.

Pode ser aliado a outros tratamentos: dependendo do grau de flacidez da derme, das rugas e linhas de expressão, o procedimento traz melhores resultados quando aliado a outros tratamentos, como preenchimento com ácido hialurônico e aplicação de toxina botulínica.

O procedimento causa reações: após a aplicação, pode haver reações como vermelhidão na região, edema, hematomas, dores leves e retração de pele, que desaparecem, a partir do décimo dia do procedimento.

Vale ressaltar que é importante procurar sempre um local especializado,  para garantir uma avaliação adequada de pessoa.

Personagens do "Mundo Nick" estão no Shopping ABC

Redação

Os personagens da Nickelodeon trazem ainda mais magia para o Natal do Shopping ABC, em Santo André, com encontros marcados para as crianças conhecerem seus ídolos pessoalmente. O Meet & Greet acontece nos dias 26 e 28 de novembro, 3, 5, 10 e 12 de dezembro, das 14h às 19h, nestas datas. Dora Aventureira e Diego, Bob Esponja e Patrick, Princesa Nella, As Tartarugas Ninja e a turma da Patrulha Canina já confirmaram presença.

Entrada do empreendimento tem um Bob Esponja de 7 metros | Foto: divulgação 

Além deles, por todo o shopping se encontram decorações do Natal Mundo Nick e outros personagens como Trinket, Rusty Rivets, a equipe TOP Wing e todas as garotas do Sunny Day. Com cenografia rica em detalhes, o público é surpreendido desde a entrada principal do shopping, onde um Bob Esponja de 7 metros de altura recepciona os visitantes.

Para completar a diversão, não poderia faltar o slime, tão característico do canal. Depois do encontro, as crianças podem brincar no Piso 2, onde se encontra um brinquedo de 5 metros com escorregadores que simulam a passagem dos slimes com direito a escalada. A atração está aberta para crianças de 3 a 12 anos.

O espaço também abriga o trono do Papai Noel, que recepciona os pequenos diariamente, das 12h às 20h, até 24 de dezembro.

A Praça Principal, no piso térreo, abriga uma árvore de 6 metros de altura que remete estar plantada em um gigante tubo da “geleca”, onde as crianças podem se aventurar em uma cama de gato. O espaço interativo conta também com xícaras giratórias, uma área para dança e um painel virtual com atividades para os pequenos.

Topiarias e árvores recheadas com laços, enfeites e elementos dos personagens da Nick também se destacam e trazem vida à magia do Natal. O Shopping ABC fica na Avenida Pereira Barreto, 42, na Vila Gilda.

Exposição reúne obras de arte de alunos de Santo André

Redação

Para promover a cultura e estimular a produção artística dos alunos de Santo André, o Departamento de Educação de Jovens e Adultos (EJA), em parceria com os professores de artes, realizou na última sexta-feira (22) a abertura da 1ª exposição de artes intitulada “Autoria & Expressão: Arte na Educação de Jovens e Adultos”. A mostra segue até 28 de novembro no saguão do Teatro Municipal Flavio Florence, com visitação gratuita das das 8h às 21h30.

Público poderá conferir trabalhos dos estudantes da EJA até 28 de novembro, no saguão do Teatro Municipal (Praça IV, Centenário, s/nº, Centro) | Foto: Angelo Baima/PSA
O orgulho de participar da exposição estavam estampados nos olhos da aluna Ana Lucia Barros Silva, da Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental (Emeief) Chico Mendes. “Estou muito orgulhosa em poder mostrar para a minha família e amigos o meu trabalho. Ainda mais sendo exposto neste saguão tão importante para a cidade”, destaca. Já a amiga de classe, Antonia Souza Ribeiro, relembrou os momentos da concepção do projeto. “A gente faz, cria na escola, mas não imagina a emoção que é ver tudo lindo assim aqui para um monte de gente ver”, completa.

Na abertura da exposição, houve apresentação da Banda Lira, para uma homenagem aos alunos e professores presentes, segundo a  secretária adjunta de Educação, Gilzane Machi.  “É uma grande satisfação ver concretizada essa primeira exposição de artes dos alunos da EJA, que têm participação ativa em temas culturais, regionais e de áreas diversas. Vamos priorizar mais ações como essas para trazer ainda mais visibilidade para os trabalhos produzidos pelos alunos da nossa rede”, destaca.

As obras foram elaboradas de acordo com o planejamento do Currículo Integrado, no qual os professores das unidades escolares fizeram a escuta dos alunos e realizaram discussões sobre eventuais problemáticas para estudo. Os temas desenvolvidos abordam cidadania, sustentabilidade, estética, percepção, sensações, emoções, valores estéticos da beleza e da harmonia.

O professor de arte da EJA II, Marcio Fidelis, apoia a iniciativa. “Minha missão é que cada aluno se reconheça como artista e que sejam autores no mundo da arte. Ter estes trabalhos apresentados fora de sala é algo novo e muito positivo para nossos estudantes”, comemora.

A proposta da exposição é trazer ao conhecimento dos munícipes da cidade os trabalhos elaborados pelos professores e alunos durante o período letivo de 2019. A seleção das obras foi realizada nas unidades escolares com os alunos e professores em escolha democrática.

Jogos podem ser benéficos também para a saúde

Redação

Divertir-se com passatempos é um costume presente na história da humanidade. Em meados do século XVI, existem registros do uso de símbolos e ícones para diversificar a forma de aprendizagem. Estes podem ter sido os primeiros “jogos” desenvolvidos na história, e de lá para cá, novas tecnologias e possibilidades distintas foram inseridas nesta prática. De acordo com o game designer e CEO da editora especializada em jogos de tabuleiro e cartas, Geeks N’ Orcs, Renato Simões, além de estar presente no campo da educação, os jogos também podem trazer inúmeros benefícios para a saúde.

Além de estimular o cérebro e garantir a longevidade psíquica, os jogos promovem a interação social | Foto: Reprodução Facebook

“Os jogos de tabuleiro ajudam a reduzir o estresse, e são altamente recomendados para pessoas em tratamento, pois contribuem para que a mesma saia do isolamento e interaja com outras pessoas. Jogar também auxilia na melhora da coordenação motora, aumento da capacidade de atenção e planejamento, impulso do raciocínio lógico e memória, e o aprimoramento do processo de assimilação de imagens, entre outros”, explica.

Atualmente, é comum ver clínicas psiquiátricas, hospitais e centros de convivência para pacientes com câncer, que já instauraram a prática diária dos jogos no quadro de recuperação e rotina dos pacientes. Além disso, é cientificamente comprovado que, além de estimular o cérebro e garantir a longevidade psíquica, os jogos promovem a interação social, estímulo a criatividade, sensação de bem-estar além, é claro, do impulso benéfico no quadro de recuperação do indivíduo.

Sejam em tabuleiros, cartas, ou videogames, os jogos evoluíram muito no referencial narrativo, ou seja, agora existem inúmeros cenários e várias possibilidades imersivas para serem exploradas. “A evolução dos jogos, além de aguçar o interesse, permite que mais tempo seja dedicado à ação. A criação de boas narrativas faz com que a brincadeira se torne ainda mais produtiva e benéfica a seus jogadores”, pondera Renato.

sexta-feira, 22 de novembro de 2019

ABC tem peças de teatro gratuitas encenadas em inglês

Redação

A Cultura Inglesa, maior rede de ensino de inglês não franqueada do País, promove de  22 e 29 de novembro, a 43ª edição das apresentações dos Drama Groups, na região do ABC. Além de levar cultura gratuita à população, o projeto tem como objetivo ampliar a comunicação em língua inglesa, com uso de técnicas teatrais e aprimorar a aquisição linguística dos alunos.

Peças acontecem de 22 a 29 de novembro, no ABC. Ingresso deve ser retirado 1h antes do espetáculo | Foto: reprodução 
O Drama Groups existe há 43 anos como atividade extracurricular da Cultura Inglesa com espetáculos curtos, encenados por grupos de teatro formados por alunos e funcionários. Com duração de até 30 minutos cada, as peças se destacam como uma oportunidade diferente de diversão para o público conhecer um pouco mais da cultura britânica.

Então, os interessados em assistir às peças devem retirar os ingressos nas unidades Cultura Inglesa, uma hora antes de cada espetáculo. 

Confira abaixo a programação gratuita:

Local: Unidade Cultura Inglesa Santo André 
Endereço: Rua das Esmeraldas, 140 – Santo André – SP
Capacidade do teatro: 80 lugares
22 de novembro, às 20h: Peça “Hércules”;
25 de novembro, às 20h: Peça “What happened?!;
26 de novembro, às 20h: Peça “Richard III, Hamlet and friends;
29 de novembro, às 20h: Peça “King Arthur”.

Local: Unidade Cultura Inglesa São Caetano 
Endereço: Rua Rafael Corrêa Sampaio, 1255 -São Caetano - SP
Capacidade do teatro: 40 lugares
06 de dezembro, às 19h: Peça “School of Rock – The Musical”.

Local: Unidade Cultura Inglesa Diadema
Endereço: Avenida Alda, 766 – Centro – Diadema – SP
Capacidade do teatro: 40 lugares
05 de dezembro, às 19h30: Peça “Bluebeard”;
05 de dezembro, às 20h: Peça “Subway Love”;
07 de dezembro, às 14h: Peça “Bluebeard”.

Local: Unidade Cultura Inglesa Mauá
Endereço: Rua dos Bandeirantes, 576 – Vila Bocaina – São Paulo
Capacidade do teatro: 30 pessoas
02 de dezembro, às 19h: Peça “Premonition”;
04 de dezembro, às 19h: Peça “Confusions”.

Psicóloga recomenda algumas atitudes para superar desafios

Redação

Estamos quase no fim de 2019. Muitas pessoas não veem a hora deste ano terminar, pois almejam uma mudança. Porém, a psicóloga Elaine Di Sarno, com especialização em Avaliação Psicológica e Neuropsicológica; e Terapia Cognitivo Comportamental, ambas pelo Instituto de Psiquiatria do Hospital das Clínicas (FMUSP); afirma que para entrar em 2020 com o “pé direito”, o primeiro passo é mudar o comportamento e a visão perante à vida. Veja abaixo alguns pontos destacados pela especialista.

A psicóloga Elaine Di Sarno destaca: “"Vale lembrar que, muitas vezes, é preciso 'abandonar' a vida que havíamos planejado, pois já não somos mais as mesmas pessoas” | Foto: reprodução 

Como manter a motivação diante de tantas dificuldades
Para algumas pessoas que já conseguiram atingir um bom nível de autoconhecimento e levam suas vidas apoiadas em valores, é mais fácil lidar com as incertezas do destino. Mas para quem não chegou neste fase, acaba seguindo em frente sem muito planejamento e alinhamento com seus objetivos, perdendo grandes oportunidades de atingir suas metas e trazer melhorias em sua vida.

Para esse segundo grupo de pessoas, o importante agora é "arregaçar as mangas" e correr atrás do prejuízo. "Comece a identificar suas prioridades, aquilo que realmente importa para você. E não me refiro apenas a coisas materiais, mas aos valores que você pretende seguir e que poderão refletir positivamente ou negativamente em sua vida, dependendo das suas escolhas", ressalta Elaine.

Saiba enxergar excelentes oportunidades em meio a crises
Muitas pessoas encaram as mudanças como algo ruim, pois se sentem fora da zona de conforto. No entanto, outras pessoas aproveitam estes momentos para inovar. Se você perdeu o emprego, por que não tirar da gaveta aquele projeto dos seus sonhos que estava à espera de uma oportunidade para ser executado? Pode ser um negócio próprio, uma mudança de área, ou uma mudança de cidade.  "A vida tem imprevistos o tempo todo, e você deve ter um plano B para quando eles surgirem", lembra a psicóloga.

 Siga suas mudanças internas
"Vale lembrar que, muitas vezes, é preciso 'abandonar' a vida que havíamos planejado, pois já não somos mais as mesmas pessoas. Somos seres em eterna mutação, seja internamente ou pela necessidade de seguir a evolução do mundo. Portanto, se você havia feito vários planos, mas depois perdeu a identificação com eles, siga sua intuição e mude a rota. Trace metas que estejam alinhadas com seu 'eu' atual, com suas novas perspectivas de vida", orienta a psicóloga.

Elaine reforça ainda que valores têm mais relação com "o que você quer ser" do que com "o que você quer ter". "Essa evolução te ajudará a fazer escolhas coerentes e a trilhar caminhos mais produtivos, evitando que você perca tempo com aquilo que já não te interessa mais".

Coloque a mão na massa
 "Momentos como esses podem ser motivadores para repensarmos e planejarmos a vida, e podem se tornar sua grande virada pessoal e profissional. Se o seu planejamento já está definido, não deixe para dar início na segunda-feira. O 'agora'
é o seu momento", afirma a especialista.

Seja a fortaleza que a vida nos cobra todos os dias
Para conseguir o que se quer, é preciso ter foco, determinação e não deixar que as dificuldades te façam desistir. Ao invés de se preocupar com o que pode dar errado, seja otimista.

"Entretanto, se você escolher se lamentar e se fazer de vítima dos momentos difíceis, tenha certeza que seu 2020 não será diferente do ano que se encerra", finaliza Elaine.

Pele: cuidados essenciais depois dos 40 anos

Redação

A pele requer atenção especial, de acordo com idade de cada pessoa. O cirurgião plástico Marco Cassol, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), lista abaixo os sete cuidados essências que a mulher que passou dos 40 anos precisa ter com a pele.

Preenchedores e botox devem ser utilizados com cautela | Foto: Freepik

1) Usar protetor solar: o sol é maravilhoso e benéfico (melhora o humor e é fundamental para a síntese de vitamina D), mas devemos ter prudência na exposição: antes das 10h e depois das 15h.

2) Nutrição: a pele é um reflexo da saúde do corpo todo, por isso, o ideal é consumir menos alimentos calóricos e mais fibras. O suco anti-inflamatório é ótimo! Basta tomar duas vezes por dia. É só bater no liquidificador 500 ml de água com 1/2 cenoura, 1 pedaço de gengibre, 1 folha de couve, 1/4 beterraba, 4 laranjas com bagaço (cortar a laranja em 4 e retirar a casca e sementes), 1 maçã (retirar as sementes), 2 limões espremidos, 1 morango, 2 ameixas secas e colocar uma colher de chá de quinua, psyllium, amaranto, chia ou linhaça.

3) Nutricosmética: são microcomponentes em capsulas ingeridos pela boca. A moderna cosmética passa necessariamente pela tecnologia e produz resultados clínicos práticos. Alguns dos princípios ativos:

Bio-arct – Biomassa marinha padronizada originária de uma alga vermelha encontrada no mar ártico, a Chondrus crispus. Nos mares gelados, especialmente no inverno, esta alga concentra o dipeptíteo citrulil-arginina para assegurar reservas energéticas para a Primavera. Melhora osmoregulação, detoxificação, metabolismo e síntese energética.


Exsynutriment - Silício orgânico reestruturador que se apresenta solúvel, de uso oral. Promove efeito lifting e alta hidratação cutânea; aumenta a síntese de colágeno e elastina; potencializa a fixação de cálcio no tecido ósseo; e estimula a reposição de cabelos mais resistentes e espessos. Ligado à queratina, promove dureza e estabilidade das unhas. Também age na manutenção da elasticidade da parede dos vasos sanguíneos e do miocárdio.

Fosfolipídeos Caviar Oral - Consiste em uma associação de fosfolipídeos de origem marinha (principalmente fosfatidilcolina) e lipídeos neutros extraídos das ovas de arenque. É particularmente rico em ácidos graxos poli-insaturados (PUFA); omega-3 (DHA e EPA) na proporção 20:10; e contem vitamina E e Astaxantina.

Glycoxil - Estrutura dipeptídica que mimetiza um peptídeo do organismo, tornando possível a biossíntese em larga escala e de forma sustentável. Constituída de carcinina, cujo nome químico é beta-alanil-histamina, apresenta propriedade antiglicante, antiglicoxidante e desglicante.

In.Cell - Ingrediente funcional preparado a partir da gema do ovo esterilizado que oferece os aminoácido essenciais de forma 100% disponível. Estes aminoácidos são essenciais para a formação de diversas proteínas, enzimas e ácido nucleico. Adquirido por meio de suplementação, é rico em ácido graxos monoinsaturados, ômega-9 e ômega-7. Fornece um perfil completo de ácidos graxos essenciais mono e poli-insaturados (ômegas 3, 7, 9) nas proporções adequadas para o consumo humano.

4) Uso de estimuladores da derme: o dermaroller é um ótimo exemplo de estimulador da camada profunda sem machucar a epiderme (camada superficial).

5) Dermocosméticos: Creme com princípios ativos que retardam o envelhecimento da pele. Alguns deles são:

Adipofill - Ajuda a reverter a lipodistrofia e reduz os sinais visíveis do envelhecimento estrutural, conferindo um efeito PLUMP. Promove uma pele mais firme.

Arct-Alg - Biomassa marinha padronizada originária de uma alga vermelha encontrada no mar ártico, a Chondrus crispus, que concentra o biopeptídeo citrulilarginina, aminoácido taurina e agentes osmorreguladores e triplica a produção de óxido nítrico.

Connect-cell - Neuropeptídeo envolvido na preservação da capacidade neurosensorial da pele. Combate a neurodegeneração e melhora a conexão e comunicação celular, aumentando a resistência da pele contra o estresse ambiental.

Densiskin D+ - Complexo biológico exclusivo. Ajuda a atenuar as linhas e marcas de expressão por efeito de bioadesão molecular. Estimula a biosíntese de colágeno e aumenta a densidade cutânea.
OTZ 10 - Protetor contra danos causados por IRA, UVA e UVB, que no processo de neutralização gera pró-taurina, um aminoácido protetor do DNA, osmorregulador e que diminui a expressão gênica de MMP1 (enzimas degradadoras de colágeno)

Sculptessence - Poliosídeo purificado da linhaça e rico em xilose que tem ação remodeladora do contorno facial. Restaura a substância fundamental da pele, estimula a síntese de GAGs e protege a degradação do colágeno.

Phloretin Lemma - Flavonóide antioxidante com potente efeito regenerador do foto dano e clareamento cutâneo. Reduz linhas finas de expressão e rugas e promove o clareamento e a uniformidade da pele.

Synovea HR - Antioxidante e clareador, quatro vezes mais potente e seguro que a hidroquinona, age regulando cinco diferentes etapas do processo de melanogênese. Também inibe a tirosinase, a peroxidase (H2O2) e estimula a produção de glutadiona, a conversão de glutadiona oxidada em glutadiona e protege proteína e o DNA. Promove rejuvenescimento, clareamento e a uniformidade da pele.

6) Ulthera: é um ultrassom microfocado que realiza um lifting facial sem cirurgia e pode ser feito uma vez por ano. O procedimento é bem desconfortável, mas os resultados são expressivos. Não é indicado para pacientes com muita flacidez ou face muito pesada (mais comum em homens). Neste caso há necessidade de lifting cirúrgico.

7) Não abusar do uso de toxina botulínica (botox). O corpo produz anticorpos contra a toxina botulínica que inativam a paralisia do músculo em pouco tempo e suspendem os resultados. Dependendo da marca usada, pode ser mais pura ou menos.

Também não abusar do uso de preenchedores para não ficar com a face estigmatizada (por exemplo, lábios muito grandes e artificiais).

Neuropsicóloga fala sobre as consequências do abuso sexual

Redação

Nos últimos 10 anos, até 2018, de acordo com dados do Ministério da Saúde, foram notificados mais de 190 mil casos de violência sexual, sendo 58.037 (31,5%) contra crianças e 83.068 (45,0%) contra adolescentes. Chama atenção a vulnerabilidade dos mais jovens, pois o maior número de casos de violência sexual acontece com crianças entre 1 e 5 anos (51,2%). Já entre os pré-adolescentes e adolescentes, com os de 10 a 14 anos (67,8%). A neuropsicóloga Roselene Espírito Santo Wagner é uma das estudiosas que se dedica a este tema e comenta o assunto.

Sabe-se através de depoimentos e estudos de especialistas na área, que a maioria das ocorrências, tanto com crianças quanto com adolescentes, ocorre dentro de casa e os agressores são pessoas do convívio das vítimas, geralmente familiares, e a violência tende a ser praticada mais de uma vez.

A neuropsicóloga sobre as consequências do abuso sexual de jovens e define o conceito: “Define-se abuso ou violência sexual na infância e adolescência como a situação em que a criança, ou o adolescente, é usada para satisfação sexual de um adulto ou adolescente mais velho, incluindo desde a prática de carícias, manipulação de genitália, exploração sexual, voyeurismo, pornografia, exibicionismo, até o ato sexual, com ou sem penetração, sendo a violência sempre presumida em menores de 14 anos”.


Perfil do abusador
Roselene aponta que geralmente é de difícil suspeita e complicada confirmação a identificação do abusador: “Porém, é claro para nós profissionais envolvidos, que,  os casos de abuso sexual na infância e adolescência são praticados, na sua maioria, por pessoas ligadas diretamente às vítimas e sobre as quais exercem alguma forma de poder ou de dependência”.

Ela também revela que o abuso sexual não necessariamente é acompanhado de violência e agressões físicas visíveis, o que torna ainda mais complexa a identificação das vítimas: "Nem sempre o abuso é acompanhado de violência física aparente e pode se apresentar de várias formas e níveis de gravidade, o que dificulta enormemente a possibilidade de denúncia pela vítima e a confirmação diagnóstica pelos meios hoje oferecidos pelas medidas legais de averiguação do crime”.

Consequências na vida adulta do menor que sofreu abusos
A especialista cita efeitos psicológicos do abuso sexual e ressalta como eles podem ser devastadores: “Os problemas decorrentes do abuso persistem na vida adulta dessas crianças. Essas vítimas são submetidas a uma violação inominável e apresentam tristeza constante, prostração, sonolência diurna, medo exagerado de adultos, habitualmente aquele do sexo do abusador, além de apresentarem histórico de fugas, comportamento sexual adiantado para idade, masturbação frequente e descontrolada, tiques ou manias, enurese ou encoprese e baixo amor-próprio na vida adulta”.

Além disto, a neuropsicóloga também salienta que existe a possibilidade de transitar da passividade da experiência para a atividade e aplicar ao mundo externo a agressão que lhe foi conferida: “A criança se desforra por procuração. Assim, estabelece-se um processo defensivo, o qual tende a se perpetuar, que é a identificação com o agressor como uma maneira psíquica de sobreviver ao abuso. A vítima, ao se igualar com o seu agressor e se converter em molestadora, torna o abuso sexual um legado passado à próxima geração de vítimas. De outra forma, poderá apresentar a possibilidade de estabelecer uma relação abusiva consigo mesmo, como acontece nos casos de revitimização”.

A vulnerabilidade às sequelas do abuso sexual depende do tipo de abuso, de sua cronicidade, da idade da vítima e do relacionamento geral que tem com o agressor: "Seus efeitos podem ser devastadores e perpétuos, não estando descrito, no entanto, nenhum sintoma psiquiátrico específico resultante do abuso sexual. Essa sequência vai provocar uma cascata de reações de autodefesa ou de autodestruição, na dependência da assistência e proteção oferecidas a essas vítimas”, salienta.

Por que as crianças se calam sobre os abusos sofridos?
A pesquisadora responde com base nas experiências profissionais e em estudos de casos da literatura médica e da psicologia: "Sentindo-se desprotegida pelo outro responsável, habitualmente a mãe, que permitiu a aproximação do abusador, insegura por imaginar que realmente não seria ouvida ou acreditada, envergonhada tanto pelo que passa, como pela sua impossibilidade de denunciar, por seu amor-próprio reduzido e, ainda, ameaçada por aquele de quem habitualmente depende física e emocionalmente, ela se cala, muitas vezes. Há um pacto familiar de silêncio. Isso demonstra a distorção que a sociedade mantém nesse tipo de violência, quando remete habitualmente a imagem do agressor ao estranho, marginal ou psicopata de rua”.

O abuso sexual atinge a ambos os gêneros
É preciso que se leve em conta, também, que o abuso sexual ocorre para os dois sexos, a maior incidência é em vítimas do sexo feminino, mas ambos estão sujeitos a serem molestados. Os casos mais frequentes de violência sexual até a adolescência são decorrentes de incesto, ou seja, quando o agressor tem ou mantém algum grau de parentesco com a vítima, determinando muito mais grave lesão psicológica do que na agressão sofrida por estranhos.

Em algumas situações, quando o incesto é revelado, as mães podem reagir de maneiras  diferentes do esperado e trazer complicações adicionais: “Algumas reagem com ciúmes, colocando a filha como rival e lhe atribui a responsabilidade pelo ocorrido. Para corroborar com essa prática, estaria a dificuldade de a mãe reconhecer o incesto, pois seria o reconhecimento de seu fracasso como mãe e esposa, enquanto que o abusador usa de todos os meios para manter seus atos em silêncio e encobertos. É possível, então, concluir que o abuso sexual faz parte de um conjunto de rupturas de relacionamentos, em uma estrutura doente familiar, mantendo, na maioria dos casos, uma cegueira e surdez coletiva aos apelos, muitas vezes mudos, da vítima”, avalia a especialista.

Acolhimento e amparo
Na opinião da neuropsicóloga, o acolhimento da criança ou adolescente e de sua dor é o primeiro passo para um bom resultado do tratamento físico e emocional, que serão necessários: "A escuta de sua história, livre de preconceitos, sem interrupções ou solicitações de detalhamentos desnecessários para a condução  do caso, vai demonstrar respeito a quem foi desrespeitado no que tem de mais precioso, que é seu corpo, sua imagem e seu amor-próprio”.

Além disso, Roselene afirma ainda que o psicólogo deve lembrar sempre que está diante de uma criança extremamente fragilizada, com sentimentos de vergonha, humilhação, culpa, entre outros.

Procedimentos legais no combate ao abuso
Nos casos agudos de estupro, com menos de 72 horas do ocorrido, as medidas legais já devem acompanhar toda assistência inicial de diagnóstico e tratamento. Para fins de processo judicial e a necessária comprovação da agressão sexual, bem como a confecção de exames que levem à identificação do agressor, é preciso que os responsáveis façam um boletim de ocorrência na delegacia de polícia, que requisitará o laudo pericial do Instituto Médico Legal.

Na recusa dos responsáveis em fazer a denúncia, a hipótese de autoria, conivência ou impotência deve ser levantada, sendo então obrigatória a presença do Conselho Tutelar, assumindo o poder de tutela provisória pela vítima e o apoio às atitudes de proteção, que se fizerem necessárias. Na falta do Conselho Tutelar, a Vara da Infância e Juventude deve ser acionada.

quinta-feira, 21 de novembro de 2019

Dermatologista Gustavo Saczk fala sobre procedimentos estéticos

Redação

Os procedimentos estéticos versus exposição solar começam a “assombrar” quem busca aprimorar a aparência, na véspera do verão. De acordo com o dermatologista Gustavo Saczk esta é a época de maior procura por procedimentos, porém há restrições devido ao sol.

Segundo o dermatologista Gustavo Saczk é possível realizar procedimentos estéticos na época em que o sol não dá trégua, mas é preciso cuidado | Foto: divulgação
Assim, o dermatologista listou abaixo os principais procedimentos que podem deixar a pele mais bonita, ainda para as festas de fim de ano.

Toxina botulínica
"Um dos procedimentos mais importantes quando se fala em prevenir envelhecimento. Não tem como passar o réveillon com o rosto todo enrugado. Ele deve ser feito preferencialmente 1 mês antes das festas, para estar com seu efeito máximo e sem possíveis hematomas", orienta o dermatologista.

Preenchimento
O uso de preenchedores de ácido hialurônico, que são reabsorvíveis, podem ser feitos em diversos locais, entre eles, lábios, olheiras, queixo e ângulo de mandíbula. Segundo o dermatologista, podem ser feitos antes toxina botulínica, pois duram em torno de um ano, mas devem ser aplicados até 15 dias antes das festas, para evitar hematomas e permitir leves correções.

Peeling
"No verão? Sim! O peeling de ácidos leves pode ser feito em qualquer época do ano, se o paciente tomar os devidos cuidados. Ele ajuda a melhorar o brilho da pele e remove manchas. É um booster para a pele que não foi tão bem cuidada no inverno. Também indicado com, no mínimo, 20 dias de antecedência das festas”, explica Saczk.

Ultrassom microfocado
"Esse aparelho está fazendo alguns milagres pelos consultórios dermatológicos. Com disparos realizados sobre a pele, mas sem danificá-la, o ultrassom induz a produção de colágeno local. Isso causa um aumento da firmeza e é indicado para a porção inferior do rosto e pescoço, principalmente. Como temos uma parte do seu efeito de imediato após a aplicação, o procedimento pode ser realizado até 15 dias antes das festas. Ficando para 2020 ainda o seu resultado completo", finaliza o dermatologista.

Casa Ronald Mcdonald ABC é eleita uma das 100 melhores ONGs brasileiras

Redação

A Casa Ronald McDonald ABC, em Santo André, foi eleita uma das 100 melhores ONGs do Brasil, na última segunda-feira (18), durante evento promovido pelo Instituto Doar, agência O Mundo Que Queremos e Rede Filantropia, em parceria com a Fundação Getúlio Vargas.

Rosemeiri Silva, Nelson Tadeu Pereira e Leila Lopes durante a premiação | Foto: divulgação 

Na terceira edição, o prêmio tem como finalidade reconhecer as Organizações Não Governamentais (ONGs) que mais se destacam pela transparência e gestão em suas atuações. Neste ano, o prêmio avaliou 757 entidades em 47 critérios, como estrutura administrativa e financeira, presença de conselhos de gestão, captação de recursos e transparência.

Para o presidente da Casa Ronald McDonald ABC, Nelson Tadeu Pereira, o reconhecimento é uma honra. Na cerimônia de premiação, ele esteve acompanhado da gerente Leila Lopes e da supervisora Rosemeiri Silva.

“Estar entre as 100 melhores ONGs do Brasil é uma grande honra e o reconhecimento do esforço de nossa equipe de colaboradores, voluntários e companheiros do Rotary que trabalham em prol das crianças e jovens com câncer”, afirma Pereira.

Casa Ronald McDonald ABC 
O local nasceu como Associação Projeto Crescer do ABC, em 1994, pelas mãos dos voluntários do Rotary Club de Santo André. Em 2007, recebeu a licença para atuar como Casa Ronald McDonald ABC e, desde então, oferece hospedagem 24 horas para crianças e adolescentes que realizam tratamento contra o câncer infantojuvenil nos Hospitais da Grande São Paulo e na Faculdade de Medicina do ABC.

Natal: Shopping ABC tem apresentações de corais até dezembro

Redação

Os alunos do Instituto Sagrada Família abriram a temporada do coral natalino, no Shopping ABC, em Santo André, na noite da última terça-feira (19). Neste ano, o centro de compras traz apresentações de escolas da região, além do coral da Igreja Batista de Vila Euro e do Hospital Christóvão da Gama. Os clássicos natalinos podem ser conferidos gratuitamente no piso 1.

Na programação, estão corais de diversas escolas da região | Foto: divulgação 
Programação:
21/11 às 20h - Colégio Objetivo;
25/11 às 18h - Hospital Christóvão da Gama;
26/11 às 19h - Igreja Batista de Vila Euro SBC;
27/11 às 19h30 - Educação Scalabriniana Integrada (ESI) São José;
28/11 às 19h - Artur de Queiros;
29/11 às 19h30 - ESI São José;
03/12 às 19h e 19h30 - Colégio Trevo Master;
05/12 às 19h30 - Colégio Luiz Blanco;
06/12 às 20h - Colégio Singular;
09/12 às 19h30 - Colégio Adventista;
10/12 às 20h - Escola Terra Mater.

O Shopping ABC fica na Avenida Pereira Barreto, 42, Vila Gilda, em Santo André. Tel.:  3437-7222.

Coop promove ações gratuitas de saúde no ABC e interior

Redação Em janeiro, a Coop - Cooperativa de Consumo realizará a primeira edição de 2020 da Blitz da Saúde, programa social voltado aos mo...