sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Veterinária explica os cuidados necessários com cães e gatos filhotes

Da Redação

Até o primeiro ano de vida os filhotes precisam de atenção especial para que possam se desenvolver perfeitamente. Para que eles continuem crescendo felizes e saudáveis, é indispensável respeitar alguns cuidados com cães e gatos. A veterinária Livia Romeiro, especialista em comportamento canino do Vet Quality Centro Veterinário 24h, comenta a seguir os principais cuidados.

Os animais são considerados filhotes até completarem um ano de idade, em média | Foto: reprodução
Os animais de estimação são considerados filhotes até completarem por volta de um ano de idade. Raças menores entram na maturidade um pouco antes, enquanto que as raças gigantes passam por essa mudança até um ano e meio de vida.

Durante todo esse período, os pets estão se desenvolvendo, mas também estão na fase mais vulnerável de suas vidas. Tudo isso demanda uma série de responsabilidades por parte dos tutores.
Ambiente

Logo após o nascimento e nos primeiros dias de vida o pet ainda está se acostumando com o ambiente fora da barriga da mãe. Esse processo é gradual e é, por isso, que no início deve-se providenciar um local aconchegante para o filhote.

Preparar uma área coberta com jornais, cobertores e toalhas macias à meia luz e deixar o ambiente aquecido entre 20 e 22°C, principalmente nos dias frios. Os pequenos nascem sem saber como regular a temperatura e podem morrer devido ao frio.

Alimentação
A primeira alimentação dos animais de estimação deve ser, preferencialmente, o leite materno. Cães devem mamar por pelo menos 30 dias, enquanto que os gatinhos por 45 dias.

Se a mãe não puder amamentar, é essencial providenciar uma fórmula com o veterinário, pois ela fornecerá todos os nutrientes que o pet precisa, para os primeiros dias de vida. Em média, ele deve se alimentar a cada três horas.

Após esse período, comece a introduzir alimentos macios e só então os sólidos, como a ração, que deve ser especial para filhotes – para os gatos, opte pela ração úmida. Esse deve ser o único alimento que o seu pet vai comer, exceto se o veterinário recomendar algum complemento. Além disso, os animais devem ter sempre água fresca e limpa à disposição.

Necessidades fisiológicas
Adestrar um gato para fazer xixi e cocô no lugar certo é muito fácil. Naturalmente eles buscam um local com terra ou areia para isso. Portanto, basta deixar a caixa sanitária no melhor lugar para o tutor e para o pet.

O segredo para que a adaptação seja feita rapidamente é encontrar a caixa e a areia de preferência do gato. Procurar testar alguns modelos e marcas diferentes para isso.

No caso dos cães, o melhor é começar a educá-los desde o primeiro mês de vida. O ideal é que ele fique preso em local próximo ao lugar em que deve se aliviar – como em cima do jornal, do tapete higiênico ou perto da grama do jardim.

Sempre que o tutor o vir realizando as necessidades no local correto, deve-se elogiar e brincar com ele.

“Após duas ou três semanas, o animal tende a aprender o local certo e a pessoa pode liberá-lo para explorar a casa. Se perceber que ele está rodando cheirando o chão, leve-o ao seu ‘banheiro’. Faça isso também a cada duas horas. Em pouco tempo ele aprenderá a lição”, afirma Livia.

Vacinação e vermifugação
O ideal é que os animais recém-nascidos recebam a visita de um veterinário logo na primeira semana de vida para verificar o seu estado de saúde. Se o profissional identificar algum problema, ele pode solicitar exames e consultas na clínica. O veterinário poderá auxiliar com o calendário de vermifugação e vacinação.

Dentição
Entre os cuidados com filhotes, os dentes merecem atenção, pois, assim como os seres humanos, os pets não nascem com dentes definitivos. Ao longo dos primeiros meses, eles passam pela troca da dentição.

Os filhotes começam esse processo em torno dos quatro meses de idade. Os primeiros a cair são os dentes da frente. Durante esse período, o filhote pode ter sangramento na gengiva, desconforto e coceira, o que é normal.

Outro cuidado com os dentes dos animais de estimação é a escovação. Deve-se escovar os dentes do  pet por toda a vida e o ideal é começar a manusear sua boca e implementar esse hábito desde cedo.

Brincadeiras
Assim que abrem os olhos e aprendem a andar, os filhotes já estão prontos para brincar. As atividades são muito importantes para estimular seu desenvolvimento, portanto, oferecer uma bolinha, uma corda ou pelúcia evitará que o bichinho destrua móveis e objetos ou comece a arranhar e morder as pessoas. “Além das brincadeiras, não esqueça que os filhotes precisam de muito amor e carinho”, finaliza a veterinária.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Petlove lança plataforma de doação de produtos às ONGs

Redação A Petlove, primeiro petshop online e clube de assinaturas para pets no País, lança a primeira plataforma online de doação de pr...