terça-feira, 18 de setembro de 2018

TDAH: conheça os principais sintomas

Da Redação

Estudos de imagem do cérebro sugerem que crianças com Transtorno de Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) têm cérebros que funcionam de forma um pouco diferente do que o cérebro de crianças sem essa condição. Com isso,
pode dificultar o período na sala de aula, interferir no trabalho escolar e afetar o desenvolvimento social e emocional da criança.

Geralmente, os sintomas do TDAH começam antes dos sete anos | Foto: Freepik
Os sintomas do TDAH geralmente começam antes dos sete anos, embora possam começar mais tarde. Os sintomas podem durar até a adolescência e, às vezes, continuar até a idade adulta. Sintomas comuns incluem:

• Geralmente são fisicamente ativos (hiperativo). Crianças com TDAH podem ser extremamente inquietas e ter dificuldades para ficar quieto e ter corpos "calmos";
• Comportamento impulsivo, como dificuldade de autocontrole e tendência a fazer as coisas sem pensar;
• Dificuldade em prestar atenção e manter o foco;
• Algumas crianças com TDAH têm dificuldade em manter a atenção e o foco, mas não são particularmente hiperativas.

 Apenas um profissional treinado pode determinar se uma criança tem TDAH, então, caso os pais suspeitem do problema e necessário conversar com o pediatra, que poderá indicar um especialista, se for necessário. Existem vários testes psicológicos e escalas de avaliação que podem ajudar a diagnosticar essa condição. Se a criança tem seis das seguintes condições, ele ou ela pode ter o tipo de TDAH com dificuldade de concentração:

1- Mostra pouca atenção aos detalhes;
2- Tem dificuldade em manter a atenção nas atividades;
3- Não responde quando abordado diretamente (surdez seletiva);
4- Tem problemas com seguir sequências quando dadas instruções;
5- Tem problemas com a organização de tarefas ou projetos;
6- Evita assumir projetos que exigiriam um longo período de concentração intelectual;
7- Perde materiais que são necessários para atividades;
8- Facilmente se distrai por coisas acontecendo ao seu redor;
9- É esquecido ou distraído.

Se a criança atende a seis das seguintes condições, ele ou ela pode ter a forma "hiperativa e impulsiva" de TDAH:

1- Dificuldade de esperar e de permanecer sentado;
2- É inquieto e impaciente;
3- Corre e fica agitado em horários inapropriados;
4- Tem dificuldade em brincar tranquilamente;
5- Age como se não conseguisse ficar quieto;
6- Fala excessivamente;
7- Deixa escapar respostas antes de as perguntas estarem completas;
8- Tem dificuldade em revezar e esperar por sua vez interrompe ou se intromete com os outros.

No Hospital Infantil Sabará, tratar o TDAH geralmente envolve uma abordagem em três frentes – estratégias comportamentais, apoio educacional e medicação. O tratamento geralmente é mais bem-sucedido quando incluem todos os três elementos, embora estudos sugiram que a medicação pode oferecer o maior benefício.

Um profissional experiente em TDAH deve acompanhar o paciente e fornecer apoio em longo prazo. Isso deve incluir o monitoramento de medicamentos e efeitos colaterais, além de acompanhar o desempenho escolar, o sucesso social e o senso de valor pessoal.

Embora muitas crianças com TDAH vivam desafios relacionados à adolescência e até a idade adulta, com o apoio e o tratamento adequados, a maioria evolui bem com o tempo.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Professor Luciano Salamacha fala sobre vaidade

Redação A palavra vaidade originária do latim significa oco, vazio. No dicionário quer dizer valorização que se atribui a própria aparênci...