segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Cirurgião plástico explica a validade da prótese de silicone

Da Redação

É muito comum ver mulheres de diversas faixas etárias aderirem aos procedimentos cirúrgicos estéticos, principalmente no que se refere aos seios, como a mamoplastia de aumento, ou cirurgia para a inserção de próteses de silicone. O cirurgião plástico Marco Cassol comenta que a questão da validade das próteses sempre foi muito debatida e algumas, realmente, devem ser trocadas.

As próteses atuais são feitas de gel coesivo, que não necessitam ser trocadas tão cedo | Foto: Reprodução 
“As próteses mais antigas, usadas nas décadas de 1980 e 1990, possuem um revestimento mais fino e devem ser substituídas aproximadamente após 10 anos da mamoplastia. Já as próteses mais atuais, que são feitas de gel coesivo, são mais consistentes e, geralmente, não necessitam ser trocadas tão cedo”, explica.

O médico aponta que, além da idade da prótese, incômodo nos seios, dor ou coceira na região, latejamento ou cisto podem indicar a necessidade de substituição. “É preciso que seja feito anualmente um acompanhamento com exames de sangue, ultrassom e mamografia para verificar se há alguma infecção”, ressalta.

Se o produto não for trocado dentro do período recomendado, podem acontecer rupturas e vazamentos do silicone ocasionando inflamações nos tecidos vizinhos. “A prótese deverá ser trocada quando representar danos à saúde do indivíduo, sejam eles físicos ou emocionais”, finaliza Cassol.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Como tratar rugas, depressões e sulcos para dar volume e harmonizar o rosto

 *Por Denise Steiner  Há 20 anos, a cada 10 pacientes atendidos somente 1 já havia feito algum procedimento, enquanto hoje os 10 já usaram...