quinta-feira, 11 de julho de 2019

Dia Nacional do Homem alerta sobre os cuidados com a saúde

Redação

O Dia Nacional do Homem, comemorado em 15 de julho, foi criado no calendário da saúde para lembrar aos homens sobre a importância de cuidar da saúde. A psicóloga e membro do comitê científico do Instituto Lado a Lado pela Vida, Vera Bifulco, comenta que ao contrário das mulheres, que tem a essência do cuidar dentro delas, os homens não têm esse hábito na rotina.

O exame de toque retal deve ser realizado a partir dos 45 anos (para quem tem histórico familiar ou homens negros) e 50 anos aos demais | Foto: reprodução

"Dificilmente, eles procuram os médicos para fazer prevenção e, por vezes, quando isso ocorre, a doença já está em estágio avançado. A ida ao médico com objetivo de intensificar a prevenção deveria ser incorporada pelo público masculino. É uma mudança cultural necessária”, afirma Vera.
Claro, não é uma regra, porém alguns homens só vão ao consultório quando solicitado pela esposa, companheira ou filhos, mesmo sabendo que a chance de cura é maior em diagnósticos precoces.

Quando o assunto é exame do toque retal, fundamental para diagnosticar o câncer de próstata, cuja recomendação se dá a partir dos 45 anos (para quem tem histórico familiar ou homens negros) e 50 anos aos demais, o tabu é ainda maior.  Embora a conscientização esteja aumentando, desde o lançamento da Campanha Novembro Azul, criada pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, muitos homens ainda têm medo. Além disso, dentre os que fazem, há aqueles que não comentam no trabalho que fizeram por vergonha.

"O preconceito que permeia o exame de toque é proveniente de uma cultura machista. Ao longo dos tempos a região anal fora associada à sexualidade promiscua e o uso dessa região para obtenção de prazer foi deslegitimado aos homens. Infelizmente, esta ideia ainda está bastante arraigada em nossa cultura, o que faz com que muitos homens se recusem a realizar o exame em uma tentativa quase irracional de 'preservar' a masculinidade", explica a psicóloga.

Apesar da cultura, os médicos já têm observado um aumento da procura dos homens pelos consultórios, sobretudo pela força da Campanha Novembro Azul, e por parte do público mais jovem. "Hoje, vemos uma geração mais preocupada com a saúde, que se alimenta melhor, realiza exercícios físicos e está mais atento aos cuidados pessoais", analisa Vera.

Entretanto, no seu entender, enquanto a mulher tem a essência do 'cuidar' dentro dela, o homem se volta para o trabalho e a realização profissional, o que explica a presença mais feminina nas consultas médicas.

Saúde do homem está entre as bandeiras do Instituto Lado a Lado pela Vida 
Por causa desse histórico, o Instituto Lado a Lado pela Vida foi criado, em 2008, com a missão de levar informação sobre saúde do homem. O objetivo das ações é conscientizá-los sobre a importância da mudança de hábitos para a adoção de um estilo de vida mais saudável, sempre destacando ações de prevenção e conscientização, com alertas principalmente para as doenças cardiovasculares e oncológicas, em especial aos cânceres de próstata, pênis, testículo, pele/melanoma e pulmão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Setembro Vermelho: alerta para os perigos das doenças cardíacas em cães

Redação Com o objetivo de informar os tutores e médicos veterinários sobre os sintomas, métodos de prevenção e tratamento das doenças card...