segunda-feira, 1 de julho de 2019

Patagônia Argentina é opção de viagem nas férias de julho

Redação

Quem pretende viajar nas férias de julho pode optar por explorar e vivenciar as maravilhas do extremo Sul da América Latina. A Patagônia Argentina, onde o clima é bastante frio, principalmente nesta época, e favorece a prática de atividades como esqui e outras aventuras em meio à neve.

A temporada oficial das férias de inverno começou em 21 de junho e deve se estender até meados de setembro | Foto: iStocka

A Patagônia Argentina é um destino em alta durante essa época do ano e a maioria dos turistas recorre aos pacotes de viagem para explorar a região. Para isso, a agência Brasileiros em Ushuaia - que já atendeu mais de 100 mil brasileiros na região patagônica, nos últimos quatro anos - oferece opções de viagens ao local.

Vale ressaltar que a temporada oficial das férias de inverno começou em 21 de junho e deve se estender até meados de setembro, onde a região é invadida por turistas de todo o mundo, principalmente por brasileiros.

Localização
A região da Patagônia cobre uma área com mais de 800 mil quilômetros de território praticamente selvagem, no extremo sul da América do Sul, e se divide entre o Chile e a Argentina. Para se ter uma ideia de sua grandiosidade, no lado argentino, "começa" em Las Lajas, Neuquén, e vai até o Ushuaia, passando ainda por lugares famosos como Bariloche. De ponta a ponta, considerando Las Lajas como ponto de partida e Ushuaia como parada final, a Patagônia Argentina tem praticamente 2.600 quilômetros de estrada.

Quais cidades visitar na Patagônia Argentina?
Com toda sua grandiosidade, dezenas de destinos se escondem na biodiversidade patagônica. Para organizar uma viagem pela região, há várias opções de roteiros e tudo vai depender do perfil de viajante, duração da viagem e orçamento, por exemplo. As cidades mais movimentadas e frequentadas pelos brasileiros são: Bariloche, El Calafate e Ushuaia.

Como ir à Patagônia Argentina?
Dependendo do ponto de partida, é possível chegar à Patagônia de ônibus ou de avião. Também é possível chegar de carro, mas esse tipo de viagem não é recomendável para quem não tem experiência em dirigir em estradas com muita neve, estreitas e repletas de curvas. O ideal é comprar passagens de avião para chegar à Patagônia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nutricionista fala sobre a importância da vitamina C e alerta sobre a suplementação

Redação Muitas pessoas consomem a vitamina C na prevenção de gripes e resfriados. Mas segundo a nutricionista Juliana Vieira, estudos comp...