quarta-feira, 16 de outubro de 2019

“São Paulo Play Week” começará em novembro na USP

Redação

Com o tema “Acessibilidade, Diversidade e Justiça”, será realizada na Universidade de São Paulo (USP), de 28 de novembro a 8 de dezembro, a “São Paulo Play Week”, maior evento brasileiro voltado à criação de games, jogos e brinquedos de impactos social e pessoal transformadores. Organizado pela rede mundial “Games for Change” na América Latina em parceria com a ETEC Parque da Juventude, e com a coordenação do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento da USP, o evento conta também com o apoio da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência de São Paulo.

“São Paulo Play Week” ocorrerá na USP da Capital (Butantã) | Foto: Jorge Maruta/USP

O professor do Departamento de Cinema, Rádio e TV da Escola de Comunicações e Artes e coordenador do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento da USP, Gilson Schwartz, responsável pela realização do evento, comenta que terá diversas atrações distribuídas por diferentes espaços da universidade.  “Numa época marcada pelas polarizações políticas, pelos conflitos internacionais e por uma incerteza angustiante sobre o futuro do trabalho, do lazer e das indústrias criativas, a SP Play Week celebra o caráter lúdico, interativo e participativo de games, jogos e brinquedos que colocam em primeiro lugar a criatividade, a acessibilidade, a diversidade e a promoção da Justiça”, antecipa.

Durante os 10 dias, serão realizadas palestras, oficinas, vivências, game jams (maratona de criação de brinquedos e de games digitais ou analógicos), minicursos e sessões de pitching (apresentação rápida, executiva e vendedora) para startups voltadas à criação de jogos, games ou brinquedos, entre outras atividades como jardinagem e jogos vocacionais e existencialistas. A aceleradora de startups nova-iorquina "Games for Change (G4C) Accelerator", com uma comissão julgadora formada por especialistas em mercado de games, participará do evento para seleção e avaliação de projetos. “São investidores, patrocinadores e doadores atrás de ideias criativas, que possam ser viabilizadas em benefício de causas e da solução de problemas”, explica o professor. 

O público presente poderá ainda conferir atrações como o seminário “Criptomoedas e Inclusão Criativa”, com especialistas em fintechs refletindo sobre as tendências e desafios da convergência entre moedas digitais, novas tecnologias e inclusão criativa na sociedade do conhecimento e na economia da informação, como também o “Pets Play”, onde cães e gatos participarão com atividades monitoradas por professores de veterinária e também de ética e direitos animais, em que serão abordadas questões de ordem sanitária, social e cultural associadas ao brincar com animais caseiros.

Além disso, o evento marca ainda o lançamento do jogo não-digital “Purposyum, Challengers of Justice”. Concebido e produzido por alunos da ETEC Parque da Juventude com a mediação de pesquisadores e consultores do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento da USP, ele foi selecionado pela United Nations Office on Drugs and Crime (UNODC) em parceria com a Unesco entre dez jogos de todo o mundo que integram a campanha “Educação para a Justiça”.

“A expectativa é contar com até 5 mil participantes ao longo dos 10 dias de evento, que terá feira de livros e jogos, espaços de payteste analógicos e digitais e vivências como um camping com luau dentro do campus Butantã da USP”, completa Schwartz. Aberta ao público em geral, a São Paulo Play Week é voltada especialmente a estudantes do ensino médio, técnico, superior e aprendizes em projetos do terceiro setor, assim como seus professores, mentores e mediadores culturais. A participação será organizada levando em conta os requisitos de acessibilidade, diversidade e justiça na realização da São Play Play Week.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aumenta a procura por cirurgias plásticas entre idosos

Redação O novo censo da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP) acaba de ser divulgado. Uma das maiores surpresas foi o aumento d...