terça-feira, 4 de junho de 2019

Enxerto de gordura é utilizado na estética facial

Redação

Um dos procedimentos, que já existe há algum tempo, o enxerto de gordura vem ganhando espaço no mercado. Chamado de enxerto nanofat, ele promove melhora no aspecto da pele, de cicatrizes, rugas e na diminuição de olheiras, com a bioestimulação, de acordo com o cirurgião plástico Juliano Souto Ferreira. 

O cirurgião plástico Juliano Souto Ferreira explica que o de enxerto nanofat pode ser utilizado para diminuir olheiras e nos contornos faciais, por exemplo | Foto: diminuição 

O especialista explica que a nanofat possui células estromais capazes de estimular o colágeno, nutrir a pele e, assim, formar novos vasos sanguíneos, que apresentam mudanças significativas e elevam a autoestima dos pacientes. Para cada procedimento, é necessária uma boa análise, para que o resultado seja harmonioso e a feição da pessoa fique o mais próximo do natural, sem exageros.

"Retiramos pequenas quantidades de gordura, do próprio paciente, com cânulas finas, do abdômen ou dos flancos, como uma lipoaspiração. Esta gordura é centrifugada, separando-a dos outros fluídos. A gordura purificada é injetada na derme, parte superficial da pele, na região das olheiras, nos contornos faciais, conforme as necessidades de cada paciente", explica Ferreira.

A gordura possui uma boa quantidade de células-tronco e fatores de crescimento, portanto, pode ser utilizada em qualquer região da face, promovendo uma ótima hidratação e rejuvenescimento. Para a realização do procedimento, existe a necessidade de anestesia, mesmo sendo minimamente invasivo.

Além destes benefícios estéticos, o enxerto também demonstrou um enorme sucesso no tratamento de feridas para diabéticos, pelas propriedades regenerativas. Todo o processo leva entre 30 e 60 minutos, pode ocasionar pequenos edemas e o paciente precisa ficar em repouso, por alguns dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Brasileiras ainda vivem na bolha

*Por Priscila Queiroz Relatórios apontam que as mulheres já são responsáveis por 57% dos novos negócios criados no Brasil desde 2016. A...