quinta-feira, 11 de abril de 2019

Hipnose é religião?

Por Romanni Souza

Desvendando a relação da hipnose com a religião nos dias atuais. Esta é uma pergunta muito comum, inclusive algumas pessoas deixam de procurar ajuda através da hipnoterapia justamente por confundir hipnose com religião. Muitas histórias, misticismo e mitos são criados a cerca da hipnose, muita gente inclusive acredita que hipnose tenha haver com espiritismo, possessão espiritual e até mesmo esoterismo. E neste texto vamos tirar todas estas dúvidas de uma vez por todas, sobre o que é hipnose e se ela realmente ela tem a ver ou não com a religião. Primeiro vamos definir o que é religião e o que é hipnose.

"A hipnose na prática tem muito mais haver com ganhar o controle sobre os seus pensamentos e sentimentos do que perder o controle", explica Souza
Religião: crença na existência de um poder ou princípio superior, sobrenatural, do qual depende o destino do ser humano e ao qual se deve respeito. Hipnose: É a utilização da comunicação verbal ou não verbal para alterar a realidade subjetivas dos fatos. Ou seja, hipnose não é religião! Mas pode ser usada como técnica para potencializar resultados, tanto dentro quanto fora do contexto religioso.

Hipnose nada mais é do que uma técnica de comunicação, que inclusive é utilizada de forma natural todos os dias por qualquer pessoa. Nós vivemos a maior parte do tempo em estado de hipnose, e muitas vezes o trabalho de um hipnoterapeuta ou de quem trabalha com a hipnose transformacional, é tirar a pessoa do estado de hipnose o qual ela se encontra para ajudá-la a entrar em um estado mais adequado. Imagine, por exemplo, ao assistir a um filme na TV. A medida que você começa a colocar o seu foco e concentração no filme, é como se a realidade e a sua imaginação se confundissem, ao ponto em que você pode começar a chorar ou a sorrir reagindo a sua percepção subjetiva dos fatos. E hipnose é exatamente isso, a comunicação alterando sua realidade subjetiva.

Não é preciso fechar os olhos para que isso aconteça, não é preciso dormir, e quando a hipnose acontece você continua escutando e sabendo tudo que está acontecendo, o sujeito simplesmente vai estar mais focado e concentrado para que a comunicação aconteça de maneira mais efetiva, a utilização da palavra “durma” utilizada por alguns hipnotistas pode ser substituída pela palavra “relaxe”. A hipnose na prática tem muito mais haver com ganhar o controle sobre os seus pensamentos e sentimentos do que perder o controle. O que acontece é que em qualquer lugar onde a comunicação seja efetiva, vai existir hipnose, e isso pode acontecer, por exemplo, não só durante uma cerimônia religiosa de qualquer religião, mas também quando uma mãe conversa com seu filho, ou quando você conversa com um de seus amigos.

Inclusive a prática da hipnose de forma adequada, o que é chamado de Hipnose Transformacional, que é a utilização da hipnose para gerar transformações positivas, pode trazer vários benefícios para aumento de performance, ressignificação de pensamentos sabotadores, aumento de estima, confiança entre outros benefícios.

A hipnose se assemelha mais ao que seria chamado de fé do que a religião, já que para que a comunicação altere a realidade subjetiva é preciso abaixar o senso crítico, assim como fazemos ao reagirmos emocionalmente ao assistirmos a um filme, ou mesmo quando uma mãe diz para o seu filho que ele é tímido ou que ele se comunica bem, e o filho começa a tratar tal afirmação como sendo a verdade absoluta por acreditar no que a sua mãe diz.

E da mesma forma pode acontecer nas religiões, quando um padre, um pastor ou uma figura de autoridade afirma algo. As pessoas que tem fé nas palavras desta figura de autoridade, passam a tratar tal afirmação como verdade, sem muito questionar. E isso pode acontecer tanto para afirmações positivas, quanto para afirmações negativas, por exemplo, se uma figura de autoridade disser para alguém que um demônio está em seu corpo, a pessoa pode reagir psicológica e fisiologicamente de forma a acreditar nesta afirmação, da mesma forma que se uma figura de autoridade disser a uma pessoa que ela irá se curar de uma doença, tal pessoa pode começar a se comportar fisiologicamente e psicologicamente para que a cura aconteça, independentemente de qualquer tipo de religião.

*Romanni Souza é  psicólogo e treinador em Hipnose Transformacional. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Cineastas filmam longa-metragem no ABC

Redação Este ano, ocorre a produção do filme “Sete Cidades e uma Vila Inglesa”, longa-metragem produzido pela Cumamuê Cinema, de São Paulo...