quinta-feira, 11 de abril de 2019

Outono e inverno são períodos mais fáceis para emagrecer

Da Redação

As estações mais frias são as épocas do ano que o público mais foge da atividade física, seja por preguiça, desânimo ou atividades de lazer. Contudo, nem todos sabem que as baixas temperaturas contribuem muito para o processo de emagrecimento, de acordo com o professor da academia Bio Ritmo, Felipe Prado. Isso acontece porque o corpo, no inverno, precisar se aquecer e o mecanismo que o organismo exerce para essa ação faz com que as pessoas gastem mais calorias e, consequentemente, emagreçam também.

Prado comenta que a baixa frequência nas academias nesses períodos está muito ligada à motivação. Por isso, é importante sempre buscar um bom profissional para incentivar os alunos com uma rotina de treino, que seja interessante para o participante.

"Precisamos tirar esse tabu que só o verão é uma estação para se ir à academia. Sei que no frio as pessoas ficam mais indispostas, mas diminuir a frequência nos treinos prejudica não só os resultados, mas também faz com que as pessoas deixem de aproveitar as peculiaridades de cada período, como o fato de se ter uma facilidade de perda de peso no frio", ressalta Prado.

O educador físico ainda reforça que não existe um treino direcionado para cada período, porém, algumas modalidades trazem mais conforto àqueles que se sentem impactados pelo frio, como o Race Bootcamp, um treino de alta intensidade, a partir de uma experiência sensorial, com iluminação e sonorização vibrantes, que é realizado em uma sala com temperatura controlada para dar uma experiência de treino mais intensa ao aluno.

Além disso, tem o estúdio Vidya que dispõe do Sweat Yoga, uma técnica que leva a prática de yoga para um ambiente aquecido a 40 graus, o que promove melhor lubrificação das articulações, limpa as toxinas do organismo e auxilia na queima da gordura corporal.

Por outro lado, o professor afirma que nada disso funcionará caso a alimentação também não seja controlada. "É preciso tomar cuidado com a ingestão calórica, pois no frio, naturalmente sentimos mais fome e comemos refeições mais gordurosas. Mas, o ideal é que o aluno siga a dieta pré-estabelecida pelo nutricionista ou foque nos alimentos saudáveis, como os integrais e funcionais. Eles vão ajudar a repor as energias e manter a imunidade estável", afirma Prado.

Além disso, o especialista destaca a importância do aquecimento, "No outono e no inverno, o aquecimento é ainda mais importante, porque vai ajudar a aumentar a temperatura do corpo e preparar as articulações para as sobrecargas dos treinos", finaliza.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Brasileiras ainda vivem na bolha

*Por Priscila Queiroz Relatórios apontam que as mulheres já são responsáveis por 57% dos novos negócios criados no Brasil desde 2016. A...