sexta-feira, 26 de abril de 2019

Santo André tem Feira da Fraternidade, após hiato de mais de vinte anos

Redação

A Feira da Fraternidade, um dos eventos mais tradicionais de Santo André, volta ao calendário da cidade neste fim de semana (27 e 28), das 12h às 22h, no Paço Municipal, resgatada pelo Núcleo de Inovação Social e pela Secretaria de Cidadania e Assistência Social, após hiato de 24 anos. A entrada será 1 kg de alimento não perecível, destinado ao Banco de Alimentos municipal.

Imagem da 10ª edição da Feira da Fraternidade, que começou em 1971 | Foto: divulgação/Feasa 
Na ocasião, serão 50 barracas de ONGs e entidades sociais de Santo André que oferecerão um cardápio variado de comidas típicas de diversos países como, por exemplo, Alemanha, Argentina e Coréia do Sul. Haverá também brechó e artesanatos para arrecadar recursos para os projetos de cada instituição.

A primeira-dama e presidente do Núcleo de Inovação Social, Ana Carolina Barreto Serra, comenta o evento. “Estamos a poucos dias da Feira da Fraternidade, que é um momento histórico para a Prefeitura e o município de Santo André, porque estamos trabalhando arduamente com todas as secretarias envolvidas no resgate desse símbolo de suma importância para as entidades assistenciais da cidade. Ao todo, 50 entidades serão atendidas nesta feira, que representarão 17 países com suas barracas”, afirma.

No evento haverá ainda música, dança, atividades esportivas, exposições, brinquedos, intervenções artísticas, bar nas alturas, entre outras atividades. Entre as atrações musicais haverá apresentação do cantor Maurício Manieri neste sábado (27), às 20h45 e o cover oficial Classical Queen, no domingo (28), também às 20h45.

Histórico 
A primeira edição da Feira da Fraternidade aconteceu em 1971, uma iniciativa de Dom Jorge Marcos de Oliveira, fundador da Federação das Entidades Assistenciais de Santo André (Feasa) e primeiro bispo da Diocese de Santo André. A ideia era criar um evento que reunisse as entidades sociais e outros vários segmentos como clubes de serviços, poder público, comércios da cidade, entre outros, com o objetivo de arrecadar recursos para o trabalho das entidades assistenciais. A feira durou 24 anos, com 18 edições, sendo a última realizada em 1995. O evento acontecia na Garagem Municipal de Santo André.     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nutricionista fala sobre a importância da vitamina C e alerta sobre a suplementação

Redação Muitas pessoas consomem a vitamina C na prevenção de gripes e resfriados. Mas segundo a nutricionista Juliana Vieira, estudos comp...