sexta-feira, 2 de agosto de 2019

Bariloche: confira roteiros para curtir o local

Redação

Graças à sua exuberante natureza, que alia montanhas nevadas com lagos de diversas cores e bosques milenares, Bariloche, localizada na Patagônia Argentina, é um dos destinos favoritos dos brasileiros. Segundo estudo realizado pela Decolar, a cidade argentina chegou à sexta posição no ranking de destinos de inverno mais desejados pelos viajantes do Brasil. Isso representa um aumento de 38% nas viagens de brasileiros a Bariloche.

O destaque para os turistas aventureiros é o Cerro Bayo, centro de esqui local | Foto: divulgação 

Seja para praticar esportes de neve ou curtir as atividades de ecoturismo, o lugar oferece uma enorme variedade de pacotes e programas, que atendem a todos os tipos de turistas, desde os jovens viajando em grupos de amigos, até casais e famílias com crianças.

A Brasileiros em Ushuaia, agência especializada em destinos da Patagônia Argentina, que se consolidou na famosa “Cidade do Fim do Mundo”, iniciou recentemente sua operação em Bariloche e oferece roteiros diversos para conhecer o lugar.

A seguir, listamos oito passeios que a agência oferece para curtir o melhor da cidade situada no Parque Nacional Nahuel Huapi, junto à Cordilheira dos Andes. Confira:

Circuito Chico

O programa começa em São Carlos de Bariloche e percorre 60 quilômetros passando por diversos pontos de interesse na Costa do Lago Nahuel Huapi, como Playa Bonita, Cerro Campanario e seu teleférico que chega ao topo com 1050 metros de altura, os lagos Nahuel Huapi e Perito Moreno, a lagoa El Trebol, penínsulas de San Pedro e Llao Llao, Ilha Victoria, e os montes Otto, López, Goye e Catedral e Bariloche.

O circuito passa ainda pelo Puerto Pañuelo, de onde partem os barcos para Isla Victoria e Bosque de Arrayanes. Mais adiante são observados campos de golfe, a ponte Angostura sobre o rio de mesmo nome, que liga os lagos Moreno e Nahuel Huapi e depois Lopez Bay.

Ao longo desse trajeto, o turista encontra várias casas de chá, restaurantes, churrascarias e cervejarias, onde pode degustar as delícias da gastronomia regional, e várias lojas onde se encontram velas, tecidos, cerâmicas, objetos de madeira, artigos de couro, entre outros.

Puerto Blest e Cascada de Los Cantaros

Esse roteiro de navegação se destaca por mostrar as águas verdes, selva e cachoeiras de Bariloche. Percorrendo o braço Blest, com águas esverdeadas do lago Nahuel Huapi, o roteiro oferece uma experiência inesquecível.

Durante o percurso, avista-se a Ilha Sentinela, onde estão os restos mortais de Perito Moreno, patrono dos parques nacionais argentinos. Além do Puerto Cántaros, que oferece uma verdadeira experiência na selva valdiviana até chegar à nascente da cachoeira, no lago Cántaros, onde pode-se apreciar um pinheiro-larício milenar de mais de 1500 anos.

Ao chegar a Puerto Blest, é possível continuar a viagem de ônibus até Puerto Alegre, há apenas 3 km de distância, para navegar pelas águas verdes do Lago Frias, chegando bem perto da fronteira com a República do Chile.

Isla Victoria e Bosque de Los Arrayanes

Esse passeio de barco navega pelas águas azuis do Nahuel até Puerto Anchorena, na ilha Victoria, onde o visitante encontra uma flora fértil com espécies de um visual indescritível. Ali existem diversas trilhas marcadas para passeios.

O roteiro também passa pela península de Quetrihue, onde está o icônico e único bosque de arrayanes, arbustos cor de açafrão com flores brancas.

Destaque também para a praia do Toro, onde se pode observar as pinturas rupestres feitas pelos primeiros habitantes do lugar, isto numa praia de areia vulcânica.

Cerro Tronador e Ventisquero Negro

A rota atravessa parte dos lagos Gutiérrez e Mascardi até se unir à estrada Provincial 82. O Tronador, o monte mais alto dos arredores de Bariloche, possui sete geleiras.

No caminho, há ainda alguns mirantes para observar os imponentes dos montes Bonete e Cresta de Gallo, além da praia de areia escura do lago Mascardi.

Para chegar ao Cerro, passa-se pela ponte sobre o rio Manso até chegar a Pampa Linda, um bom lugar para almoçar. É possível observar ainda o Glaciar Manso, mais conhecido como Ventisquero Negro, uma geleira que desce do Tronador e que se destaca pela cor escura.

El Bolsón e Lago Puelo

O El Bolsón é um povoado a sudoeste da província de Río Negro, localizado em um vale fértil do rio Quemquemtreu, ao pé do Monte Piltriquitron. Para chegar até o lugar, o roteiro contorna os lagos Gutiérrez e Mascardi, além do rio Guillelmo e atravessa a Pampa del Toro e o Canãdón de la Mosca.

Uma das maiores atrações da cidade é a Feira Artesanal, que acontece na plaza Pagano, em pleno centro. A feira reúne, em suas 300 bancas, um mundo de cerâmica, lã, madeira, couro, metais, flores secas, doces, legumes frescos e tudo feito por artesãos e produtores da região. É imperdível para fazer boas compras!

Villa La Angostura e Cerro Bayo

Vizinha de Bariloche, Villa La Angostura está cercada pelo árido estepe patagônico. O roteiro passa por extensas fazendas a oeste até chegar ao braço Huemul. Ali, os bosques de ciprestes começam a aparecer lentamente para depois dar lugar à floresta úmida.

Villa la Angostura é um lugar único, localizado na costa norte do Lago Nahuel Huapi. Durante o passeio pela região, é possível visitar o porto, o El Mesidor, a lagoa Selva Triste e a capela La Asunción. O destaque para os aventureiros é o Cerro Bayo, centro de esqui local com alto padrão de atendimento e pistas com diversos níveis de dificuldade.

San Martin de los Andes

O programa cobre a jornada de 352 quilômetros pelos Parques Nacionais Nahuel Huapi e Lanín. Com uma paisagem exuberante, que abriga inclusive a Rota dos Sete Lagos - Espejo, Correntoso, Escondido, Villarino, Falkner, Machónico e Lácar -, essa cidade é tranquila e também oferece experiências incríveis.

Graças à exuberante natureza presente entre San Martin e Bariloche, a cinematográfica estrada rende boas fotos! Lá também é possível praticar esportes de neve.

Cerro Catedral

No Cerro Catedral é possível viver uma das melhores experiências de esqui da América do Sul. Para os experts, existem pistas com mais de dois quilômetros de extensão, com desníveis de até 500 metros. E para os iniciantes, há pistas de excelente qualidade e que garantem emoção compatível, inclusive com instrutores.

Os que não pretendem esquiar podem ficar na bem estruturada Vila Catedral, ao pé da montanha, saboreando um chocolate quente e observando os movimentos das várias lojas, hotéis e restaurantes, além das casas que lembram uma aldeia alpina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Petlove lança plataforma de doação de produtos às ONGs

Redação A Petlove, primeiro petshop online e clube de assinaturas para pets no País, lança a primeira plataforma online de doação de pr...